icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
26/02/2015
00:36

Fábio voltou a defender o Cruzeiro nesta quarta-feira após desfalcar a equipe no triunfo sobre o Boa Esporte, pelo Mineiro, no último sábado. Ao entrar em campo para enfrentar o Universitario de Sucre, na Bolívia, o goleiro atingiu mais uma marca com a camisa celeste.

O camisa 1 alcançou a marca de 611 jogos pelo clube no empate sem gols na estreia da Copa Libertadores e pode chegar ao recorde de partidas ainda no primeiro semestre de 2015. Zé Carlos, que defendeu o Cruzeiro nas décadas de 1960 e 1970, disputou 633 jogos. O atual goleiro cruzeirense ultrapassou Dirceu Lopes e agora é o segundo atleta com mais partidas pelo clube.

– Glória a Deus pela partida. Deu para fazer boas defesas e ajudar a equipe no momento certo. Fico feliz por alcançar essa marca no Cruzeiro. Tenho que agradecer a todos que fizeram parte, direta ou indiretamente – afirmou.

Marcelo Oliveira destacou o profissionalismo do capitão e goleiro e da Raposa em suas 11 temporadas consecutivas pelo Cruzeiro.

– O Fábio não chegou a essa marca por acaso, a gente tem falado disso. É um ídolo da torcida, um profissional excepcional. Por isso, ele está há tempo no gol do Cruzeiro e nos ajudando muito. Ele está sempre preparado. Isso raramente vai acontecer no Brasil devido ao mercado intenso – declarou.