icons.title signature.placeholder Fábio Aleixo
29/04/2014
08:05

Em busca de exposição e para testar o mercado da NBA, o agente do jogador Bruno Caboclo não titubeou. No domingo, último dia para a inscrição no Draft de 2014, Eduardo Resende resolveu colocar o nome do jovem de 18 anos na lista dos candidatos à seleção de novatos da liga americana, que será realizada no dia 26 de junho. A informação havia sido divulgada pela manhã no blog Bala na Cesta.

– Eu e o Bruno conversamos e decidimos pela inscrição. Vamos avaliar como vai repercutir. Ele sofreu com muitas lesões neste ano e perdeu um pouco da exposição que tinha. Queremos recuperá-la, queremos que as pessoas o conheçam mais. Mas o projeto mesmo é para ele ir para a NBA apenas no próximo ano. Ele precisa ganhar mais cancha – disse Resende, proprietário da EW Esportes, ao LANCE!.

Caso queira, o jogador tem até 16 de junho para retirar o nome da lista.

Bruno, um ala de 2,03m, começou a jogar basquete nas escolinhas de base do Barueri e foi contratado pelo Pinheiros em 2013 para a disputa da Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB). Ele se destacou tanto que foi promovido à equipe principal, pela qual disputou a atual edição do NBB e a última Liga das Américas, na qual o clube acabou como campeão.

Na reta final da competição nacional, porém, ficou fora da equipe por conta de uma lesão nos ombros. Antes, no mês de fevereiro, havia perdido o Concurso de Enterradas no Jogo das Estrelas devido a um problema na região lombar.

Em julho do ano passado, na Argentina, Bruno participou do Basquete Sem Fronteiras – um camping organizado pela NBA – e foi eleito o melhor jogador, já despertando a atenção de olheiros.

Com contrato assinado com o Pinheiros até o fim da próxima temporada, o jogador não terá com o que se preocupar caso opte por sair do Draft. Até mesmo seu agente acredita que será melhor ele ficar mais um ano no Brasil.

– Será importante para ele, se ficar no Pinheiros, se descolar da equipe juvenil, ter um outro papel na equipe principal. É importante que siga com o foco no trabalho. Bruno é um cara bem centrado e tranquilo. Ele entende que tem potencial grande, mas ainda está longe da elite – analisou Resende.

Nenhum outro jogador brasileiro está inscrito para o Draft.