icons.title signature.placeholder Renato Rodrigues
01/11/2013
20:24

A manifestação de uma das torcidas organizadas do Corinthians, na última quinta-feira, no CT Joaquim Grava, foi fora de hora. Isso quem disse foi o técnico Tite que, apesar de confirmar que Romarinho - principal alvo dos protestos - estava mesmo abusando das noitadas, explicou que no momento ele está muito mais sossegado.

O motivo? O próprio comandante contou que chamou o jogador no "breu" e fez uma cobrança direcionada ao abuso nas baladas. Segundo o treinador, os torcedores só erraram no momento de criticar.

– O treinador não expõe publicamente, mas tenha certeza de que ali dentro ele fala. Eu não especulo nada. Vou dizer mais: a do Romarinho já chamei a atenção antes, agora está fora do tempo a reclamação. Agora ele está sossegado porque chamei ele no "breu". Quando falaram que foi depois da desclassificação nossa é mentira. Foi antes, e antes o técnico chamou a atenção. Só que ele não fala. Estou falando agora para mostrar que é fora do tempo. Quando teve, o técnico chamou e acabou – revelou o treinador.

Na mesma pergunta, Tite foi questionado também sobre Emerson Sheik, mas preferiu não citar o camisa 11 durante a resposta. O assunto balada de jogadores já vinha dando o que falar desde o início da semana, quando foi publicado no LANCE!Net que torcedores andam fazendo patrulha por casas noturnas para pegar atletas no flagrante.

- Técnico não blinda ninguém e nem a si, pois ele fala a verdade. Todos nós assumimos nossa responsabilidade e respeito as manifestações de fora. Tenho de trabalhar e ficar sempre atento a toda situação verdadeira - concluiu o treinador alvinegro.