icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/02/2015
15:53

Recém-aposentado aos 29 anos por conta de problemas cardíacos, o ex-atacante Everton Costa criticou o Santos, clube que defendeu no segundo semestre de 2013, e disse que o clube sabia que ele sofria de doença de Chagas, mas não lhe contou.

Como já havia feito Jorge Machado, empresário do atleta, Everton reclamou do departamento médico do Peixe. No entanto, na ocaisão o Santos negou ter sido negligente com o atleta por meio de nota oficial e ainda chamou o empresário de "leviano"

- O Santos não me informou, escondeu os exames. Não me falaram que eu tinha a doença. O mínimo que eles tinham que fazer era falar, que é obrigação do médico falar para o paciente o que ele tem. E isso não foi dito. Para falar a verdade, eu quase morri. Quase não estou aqui dando essa entrevista - disse Everton Costa, ao Sportv.

O jogador está em Caxias, no Rio Grande do Sul, e demonstrou carinho pelo Vasco, sua última equipe.

- Eu agradeço a homenagem do Caxias. O Washington, um cara espetacular, um coração valente também. E o Vasco não foi diferente. Pelo pouco que eu passei lá, sei que deixei um carinho bem grande. Eu ainda quero ir para São Januário, ver um jogo e ser homenageado como eu fui no Caxias - disse.

Na última quinta, Everton Costa obteve vitória sobre o Peixe na Justiça. Ele acionou o clube por salários, férias, 13º e bonificações que não foram pagas nos quatro meses em que esteve na Vila Belmiro. De acordo com o advogado do ex-jogador, João Henrique Cren Chiminazzo, o Alvinegro terá que pagar um valor próximo de R$ 350 mil.