icons.title signature.placeholder Guilherme Cardoso
icons.title signature.placeholder Guilherme Cardoso
28/07/2013
08:02

Amigos inseparáveis. Dessa maneira pode ser resumida a relação entre Alan Fonteles e Yohansson Nascimento, duas das principais estrelas do Brasil no Mundial de Atletismo Paralímpico, em Lyon (FRA). Se dentro da pista eles correm sozinhos na maioria das provas, fora dela eles praticamente não se largam.

Moradores de São Caetano, em São Paulo, onde treinam, eles vivem na mesma casa desde o ano passado. E a situação não mudou nem mesmo após o casamento de Yohansson, em abril de 2013.

Se não bastasse, foi o recém-casado que apresentou Fonteles para sua noiva, Lorrany Moura. Ela é prima de Thalita, atual esposa de Yohansson. E se não fosse por ele.

– Temos um amor desde sempre (risos). Minha noiva é prima da mulher dele. Ele ajudou a gente a se coonhecer – afirmou Fonteles.

– Essa amizade que a gente tem é como se fôssemos uma família. Ele veio com uma brincadeira para saber quem ela era. E começaram a amizade – explicou Yohansson.

Os brasileiros se conheceram em 2008, durante os Jogos Paralímpicos de Pequim (CHN), quando começavam a aparecer no cenário internacional. Agora, são dois dos principais atletas do Mundo.

Nessa relação, haja provocação. Como treinam juntos, não faltam desafios. Eles até fazem algumas disputas no video game.

– Brincamos com jogos de atletismo, como o jogo de Londres-2012. Meu recorde é 9s96. Levei a melhor. No pôquer, Yohansson é bom. Ele ganha mesmo – afirmou Fonteles.

A relação de amizade apenas tem fortalecido o desempenho deles nas pistas. Afinal, foram quatro ouros, um bronze e uma prata deles neste Mundial. Então, que essa relação se fortaleça ainda mais.

MEDALHAS NO MUNDIAL:

Alan Fonteles

Uma das principais estrelas da competição, ele participou de quatro provas. Foi medalhista de ouro nos 100m e 200m, na categoria T43, e nos 400m, na categoria T44. Ainda quebrou o recorde Mundial nos 200m. Levou a medalha de prata no revezamento 4x100m, classe T42-46

Yohansson Nascimento

Participou de três provas no Mundial, deixando os 400m de lado para evitar o desgaste. Foi medalhista de ouro nos 200m e bronze nos 100m, ambos na categoria T46. Levou a medalha de prata no revezamento 4x100, classe T42-46. Recordista mundial nos 100m, na categoria T-45.

FRASES

Alan Fonteles:

"A parceria é muito grande. Sempre estamos nos treinos juntos. É uma farra o tempo todo. Isso faz o treino ser melhor. Nossa amizade vem desde 2008, em Pequim. Sempre bricamos muito. Parece que somos rivais, mas não é assim. Quando alguém perde um desafio no treino, um tira sarro do outro. É uma forma de treinar bem, Está sempre um colocando o outro lá em cima. Isso faz diferença"

"Ele que casou primeiro, então ele tem de sair (de casa). Ele já está vendo outro lugar (risos). Não expulsei"

*O repórter viaja a convite do Comitê Paralímpico Brasileiro

Amigos inseparáveis. Dessa maneira pode ser resumida a relação entre Alan Fonteles e Yohansson Nascimento, duas das principais estrelas do Brasil no Mundial de Atletismo Paralímpico, em Lyon (FRA). Se dentro da pista eles correm sozinhos na maioria das provas, fora dela eles praticamente não se largam.

Moradores de São Caetano, em São Paulo, onde treinam, eles vivem na mesma casa desde o ano passado. E a situação não mudou nem mesmo após o casamento de Yohansson, em abril de 2013.

Se não bastasse, foi o recém-casado que apresentou Fonteles para sua noiva, Lorrany Moura. Ela é prima de Thalita, atual esposa de Yohansson. E se não fosse por ele.

– Temos um amor desde sempre (risos). Minha noiva é prima da mulher dele. Ele ajudou a gente a se coonhecer – afirmou Fonteles.

– Essa amizade que a gente tem é como se fôssemos uma família. Ele veio com uma brincadeira para saber quem ela era. E começaram a amizade – explicou Yohansson.

Os brasileiros se conheceram em 2008, durante os Jogos Paralímpicos de Pequim (CHN), quando começavam a aparecer no cenário internacional. Agora, são dois dos principais atletas do Mundo.

Nessa relação, haja provocação. Como treinam juntos, não faltam desafios. Eles até fazem algumas disputas no video game.

– Brincamos com jogos de atletismo, como o jogo de Londres-2012. Meu recorde é 9s96. Levei a melhor. No pôquer, Yohansson é bom. Ele ganha mesmo – afirmou Fonteles.

A relação de amizade apenas tem fortalecido o desempenho deles nas pistas. Afinal, foram quatro ouros, um bronze e uma prata deles neste Mundial. Então, que essa relação se fortaleça ainda mais.

MEDALHAS NO MUNDIAL:

Alan Fonteles

Uma das principais estrelas da competição, ele participou de quatro provas. Foi medalhista de ouro nos 100m e 200m, na categoria T43, e nos 400m, na categoria T44. Ainda quebrou o recorde Mundial nos 200m. Levou a medalha de prata no revezamento 4x100m, classe T42-46

Yohansson Nascimento

Participou de três provas no Mundial, deixando os 400m de lado para evitar o desgaste. Foi medalhista de ouro nos 200m e bronze nos 100m, ambos na categoria T46. Levou a medalha de prata no revezamento 4x100, classe T42-46. Recordista mundial nos 100m, na categoria T-45.

FRASES

Alan Fonteles:

"A parceria é muito grande. Sempre estamos nos treinos juntos. É uma farra o tempo todo. Isso faz o treino ser melhor. Nossa amizade vem desde 2008, em Pequim. Sempre bricamos muito. Parece que somos rivais, mas não é assim. Quando alguém perde um desafio no treino, um tira sarro do outro. É uma forma de treinar bem, Está sempre um colocando o outro lá em cima. Isso faz diferença"

"Ele que casou primeiro, então ele tem de sair (de casa). Ele já está vendo outro lugar (risos). Não expulsei"

*O repórter viaja a convite do Comitê Paralímpico Brasileiro