icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/07/2013
11:58

Recheada de clubes desconhecidos e em estádios para lá de acanhados, com direito a jogo em altitude de quase quatro mil metros, começa na tarde desta terça-feira a 12ª edição da Copa Sul-Americana. Seis jogos serão realizados no primeiro dia de competição, que será disputada até 11 de dezembro. Das seis partidas do primeiro dia, quatro serão à tarde e em dois destes campos não há iluminação artificial.

Como nos anos anteriores, os clubes de Brasil e Argentina entram apenas na Segunda Fase. A Primeira Fase será disputada por equipes das demais associações sul-americanas, divididas em duas zonas (Norte e Sul). Já o São Paulo, atual campeão do torneio, entra somente nas oitavas de final.

Como cartão de visitas do torneio, o pontapé inicial será dado no Estádio Ciudad de Cumaná, em Ayacucho, no Peru. A 2.746 metros acima do nível do mar, o Inti Gas receberá o tradicional Atlético Nacional, da Colômbia. A partida terá início no inusitado horário das 13h30 (15h30 de Brasília), pois o estádio com capacidade para 15 mil torcedores não possui refletores.

No mesmo horário, também 13h30 pelo fuso local, o equatoriano LDU Loja recebe no Estádio Reina del Cisne, também para 15 mil espectadores, em Loja, o venezuelano Deportivo Lara.

Para os donos da casa esta será sua segunda participação em competições internacionais, ano passado a LDU Loja foi eliminada nas oitavas de final da Sul-Americana pelo São Paulo. Com um pouco mais de rodagem internacional, afinal disputou a Libertadores deste ano, o Deportivo Lara chega com um certo favoritismo para este duelo. Nesta campanha, o campeão venezuelano de 2012 chegou a derrotar o Newell's Old Boys, em casa, por 2 a 1.

Na tarde desta terça-feira serão disputados mais dois jogos, ambos começando às 17h45 de Brasília. Na Colômbia o Itagüí recebe o peruano Juan Aurich e, no Paraguai, o Nacional de Assunção joga contra o boliviano The Strongest.

Também sem iluminação artificial, o Estádio Metropolitano de Itagüí, onde cabem 12 mil torcedores, verá o pontapé inicial às 15h45 pelo horário local. Fundado em 1991, o Itagüí disputa sua primeira competição internacional. Campeão peruano em 2011 e com três participações na Libertadores, o Juan Aurich é o favorito à passar para a Segunda Fase

Arquibancada só de um lado. Estádio Metropolitano de Itagüí, onde será disputado o duelo entre o Itagüí e Juan Aurich.

No entanto, nenhum outro estádio desta Sul-Americana deve ser mais acanhado que o Arsenio Erico, de Assunção. O campo do Nacional paraguaio pode receber até cinco mil torcedores e às 16h45 (hora local) verá a equipe local encarar o The Strongest. Embora com estádio modesto, o Nacional conquistou o Apertura Paraguaio no primeiro semestre deste ano e promete dar trabalho aos bolivianos.

Teto do Mundo. A Universidad de Chile sofrerá com os quase quatro mil metros de altitude de Potosí.

Por falar em Bolívia, a pior missão terá a Universidad de Chile. Praticamente no teto do mundo, a 3.967 metros, La U visita o Real Potosí. Flamengo, Cruzeiro e Paraná já sofreram no Estádio Victor Ugarte em jogos pela Libertadores.

O dia de estreia da Copa Sul-Americana termina no Estádio José Alberto Pérez, em Valera, na Venezuela. O Trujillanos recebe o La Equidad, da Colômbia. A partida terá início às 21h25 (22h45, de Brasília).

Recheada de clubes desconhecidos e em estádios para lá de acanhados, com direito a jogo em altitude de quase quatro mil metros, começa na tarde desta terça-feira a 12ª edição da Copa Sul-Americana. Seis jogos serão realizados no primeiro dia de competição, que será disputada até 11 de dezembro. Das seis partidas do primeiro dia, quatro serão à tarde e em dois destes campos não há iluminação artificial.

Como nos anos anteriores, os clubes de Brasil e Argentina entram apenas na Segunda Fase. A Primeira Fase será disputada por equipes das demais associações sul-americanas, divididas em duas zonas (Norte e Sul). Já o São Paulo, atual campeão do torneio, entra somente nas oitavas de final.

Como cartão de visitas do torneio, o pontapé inicial será dado no Estádio Ciudad de Cumaná, em Ayacucho, no Peru. A 2.746 metros acima do nível do mar, o Inti Gas receberá o tradicional Atlético Nacional, da Colômbia. A partida terá início no inusitado horário das 13h30 (15h30 de Brasília), pois o estádio com capacidade para 15 mil torcedores não possui refletores.

No mesmo horário, também 13h30 pelo fuso local, o equatoriano LDU Loja recebe no Estádio Reina del Cisne, também para 15 mil espectadores, em Loja, o venezuelano Deportivo Lara.

Para os donos da casa esta será sua segunda participação em competições internacionais, ano passado a LDU Loja foi eliminada nas oitavas de final da Sul-Americana pelo São Paulo. Com um pouco mais de rodagem internacional, afinal disputou a Libertadores deste ano, o Deportivo Lara chega com um certo favoritismo para este duelo. Nesta campanha, o campeão venezuelano de 2012 chegou a derrotar o Newell's Old Boys, em casa, por 2 a 1.

Na tarde desta terça-feira serão disputados mais dois jogos, ambos começando às 17h45 de Brasília. Na Colômbia o Itagüí recebe o peruano Juan Aurich e, no Paraguai, o Nacional de Assunção joga contra o boliviano The Strongest.

Também sem iluminação artificial, o Estádio Metropolitano de Itagüí, onde cabem 12 mil torcedores, verá o pontapé inicial às 15h45 pelo horário local. Fundado em 1991, o Itagüí disputa sua primeira competição internacional. Campeão peruano em 2011 e com três participações na Libertadores, o Juan Aurich é o favorito à passar para a Segunda Fase

Arquibancada só de um lado. Estádio Metropolitano de Itagüí, onde será disputado o duelo entre o Itagüí e Juan Aurich.

No entanto, nenhum outro estádio desta Sul-Americana deve ser mais acanhado que o Arsenio Erico, de Assunção. O campo do Nacional paraguaio pode receber até cinco mil torcedores e às 16h45 (hora local) verá a equipe local encarar o The Strongest. Embora com estádio modesto, o Nacional conquistou o Apertura Paraguaio no primeiro semestre deste ano e promete dar trabalho aos bolivianos.

Teto do Mundo. A Universidad de Chile sofrerá com os quase quatro mil metros de altitude de Potosí.

Por falar em Bolívia, a pior missão terá a Universidad de Chile. Praticamente no teto do mundo, a 3.967 metros, La U visita o Real Potosí. Flamengo, Cruzeiro e Paraná já sofreram no Estádio Victor Ugarte em jogos pela Libertadores.

O dia de estreia da Copa Sul-Americana termina no Estádio José Alberto Pérez, em Valera, na Venezuela. O Trujillanos recebe o La Equidad, da Colômbia. A partida terá início às 21h25 (22h45, de Brasília).