icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/08/2015
07:05

*Coluna mensal escrita por Alexandra Nascimento, campeã mundial com a Seleção Brasileira feminina de handebol em 2013, e eleita a melhor jogadora do mundo em 2012

Olá, amigos. Já estava com saudades! Temos muitas novidades. Para mim, do mês passado até aqui foi um período agitado, mesmo com as férias aqui na Romênia. Porém, como vocês acompanharam, estivemos em Toronto para trazer mais uma alegria para o Brasil, junto com o masculino. Muito orgulho ver nosso esporte dominante nas Américas.

De lá, vim direto para a pré-temporada no meu clube, o Baia Mare. Já partimos para os treinamentos normais. As coisas mudaram um pouco, pois a Babi (goleira), minha companheira durante toda a temporada passada, foi para a Dinamarca. Sinto muito a falta dela, mas estou me adaptando.

Fizemos um amistoso contra a equipe da Duda (Eduarda Amorim), o Gyor, da Hungria, e foi muito legal vê-la voltando devagar depois da lesão. Semana passada fomos para a Eslováquia, onde jogamos um torneio e saímos campeãs, no entanto, ainda temos muitas coisas para acertar. Agora, vamos enfrentar a equipe do Bucuresti (Romênia), do Budoucnost (Montenegro) e do Rostov (Rússia). Ufa! Estamos viajando, treinando e correndo muito nesta pré-temporada. Não está fácil, mas adoro treinar forte.

No dia 12, vamos jogar a qualificação para a Liga dos Campeões e temos que nos classificar. Estou confiante com as meninas novas e feliz por poder jogar com a central Allison Pineau, da França, que agora está na nossa equipe.

Mudando um pouco de assunto, queria fazer uma homenagem ao meu marido, Patrício Martinez, que deixou as quadras. Ele também é ponta direita e sempre me inspirou muito. Um grande talento que representou muito bem a Seleção do Chile ao longo de anos e a todos os clubes pelos quais passou. Mas, tenho certeza que ele irá se adaptar à nova vida e a novos projetos.

*Coluna mensal escrita por Alexandra Nascimento, campeã mundial com a Seleção Brasileira feminina de handebol em 2013, e eleita a melhor jogadora do mundo em 2012

Olá, amigos. Já estava com saudades! Temos muitas novidades. Para mim, do mês passado até aqui foi um período agitado, mesmo com as férias aqui na Romênia. Porém, como vocês acompanharam, estivemos em Toronto para trazer mais uma alegria para o Brasil, junto com o masculino. Muito orgulho ver nosso esporte dominante nas Américas.

De lá, vim direto para a pré-temporada no meu clube, o Baia Mare. Já partimos para os treinamentos normais. As coisas mudaram um pouco, pois a Babi (goleira), minha companheira durante toda a temporada passada, foi para a Dinamarca. Sinto muito a falta dela, mas estou me adaptando.

Fizemos um amistoso contra a equipe da Duda (Eduarda Amorim), o Gyor, da Hungria, e foi muito legal vê-la voltando devagar depois da lesão. Semana passada fomos para a Eslováquia, onde jogamos um torneio e saímos campeãs, no entanto, ainda temos muitas coisas para acertar. Agora, vamos enfrentar a equipe do Bucuresti (Romênia), do Budoucnost (Montenegro) e do Rostov (Rússia). Ufa! Estamos viajando, treinando e correndo muito nesta pré-temporada. Não está fácil, mas adoro treinar forte.

No dia 12, vamos jogar a qualificação para a Liga dos Campeões e temos que nos classificar. Estou confiante com as meninas novas e feliz por poder jogar com a central Allison Pineau, da França, que agora está na nossa equipe.

Mudando um pouco de assunto, queria fazer uma homenagem ao meu marido, Patrício Martinez, que deixou as quadras. Ele também é ponta direita e sempre me inspirou muito. Um grande talento que representou muito bem a Seleção do Chile ao longo de anos e a todos os clubes pelos quais passou. Mas, tenho certeza que ele irá se adaptar à nova vida e a novos projetos.