icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/07/2014
17:18

Na pressão, o lateral direito Eduardo quer pontuar no confronto do Criciúma com o Vitória neste sábado, às 18h30. O jogador destacou que o Tigre será pressionado, ainda que jogando no estádio Heriberto Hülse, por não ter pontuado na última rodada e por enfrentar um adversário que está abaixo na tabela do Brasileirão:

E MAIS:
> Elenco do Criciúma treina em período integral para aprimorar finalizações
> Com promoção, Criciúma inicia venda de ingressos para duelo com o Vitória
> Vitória divulga os 21 relacionados para a partida contra o Criciúma

– A gente passou uma rodada sem pontuar, e os times que estavam em baixo já encostaram na gente. O Campeonato Brasileiro é muito pegado, não podemos passar nenhuma rodada sem pontuar, é muito perigoso. Temos que ter muita cautela nesse próximo jogo porque não podem haver erros. A pressão está para o nosso lado, o time adversário está numa situação pior, e nós precisamos somar pontos.

Ao falar sobre pressão, Eduardo fez um verdadeiro manifesto sobre o assunto. O atleta tricolor destacou que além das cobranças externas há uma maior: a de jogador para jogador.

– A pressão da torcida é normal, a gente está acostumado. Aqui só tem jogador experiente, que já passou por clube grande, já jogou no exterior também. Pressão de torcida, da imprensa, de dirigentes, isso tudo já estamos acostumados. A pressão nossa mesmo, do atleta, a cobrança de si próprio é muito maior. Principalmente dos atacantes, que estão vivendo um jejum de gols. Temos pressão de jogador para jogador, uma cobrança positiva. Nós, jogadores, temos nos cobrado muito tanto nos treinos, quanto nos jogos porque sabemos o potencial do nosso grupo, de cada companheiro. É essa cobrança, esse pouquinho a mais que vai fazer a diferença lá na frente - finalizou.