icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/11/2013
18:35

O lateral Edilson falou nesta quinta-feira sobre a onda de protestos da torcida alvinegra, revoltada com a situação do time, que deixou o G4, após 29 rodadas seguidas no grupo dos quatro primeiros colocados do Campeonato Brasileiro. O camisa 33 pediu um pouco mais de calma por parte dos torcedores, já que, segundo ele, os jogadores precisam de tranquilidade para trabalhar.

- Nosso grupo é bem homem para encarar qualquer situação. Claro que não gostamos deles virem aqui protestar. Estamos num ambiente de trabalho e precisamos de tranquilidada pra trabalhar. Nós pedimos um pouco de paciência, faltam quatro rodadas e vamos fazer o nosso melhor. É só o que posso falar - disse o lateral, que declarou não ter medo dos protestos:

- Não tenho medo de nada. Sou homem pra enfrentar qualquer coisa, desafio na vida. É dificil ver torcedores vindo aqui protestar, mas isso é um direito deles. Só digo que nós estamos nos empenhando e não faltou raça a nenhum jogador.

Na tarde desta quinta-feira, um grupo de cerca de 30 torcedores fez um protesto na saída do estacionamento do Engenhão. Houve tiro, morteiro e perseguição ao carro do zagueiro André Bahia.