icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/06/2014
09:20

Questionado antes mesmo de entrar em campo pela primeira vez, Edcarlos vai, aos poucos, despachando a desconfiança da torcida atleticana. Muito pelo passado no Cruzeiro, e um pouco pelas apresentações no rebaixado Náutico de 2013, o zagueiro nunca foi unanimidade na torcida do Atlético-MG. O defensor, contudo, buscou o apoio dos companheiros de equipe para ganhar tranquilidade e trabalhar firme na equipe.

- O fundamental foi o acolhimento que eu tive do grupo. Independentemente do que se falava fora, o acolhimento interno foi muito positivo, principalmente da parte do Maluf, um cara que abraçou de uma forma que jamais vou esquecer, mesmo quando eu não estiver mais no Galo. É um cara que me apoiou de uma forma muito positiva – falou.

Com onze partidas realizadas pelo Atlético-MG, o zagueiro reconhece que ainda pode não ter a confiança de todos, mas procura trabalhar forte para inverter o cenário.

- Procuro retribuir essas pessoas que confiaram em mim. Entrou em campo pesando em não decepcionar as pessoas que gostam de mim. Aquelas que têm um pouco de dúvida é com trabalho que vou mudar isso – acrescentou, em entrevista à Rádio Itatiaia.

Nas últimas rodadas do Brasileirão antes da Copa, Edcarlos foi quem formou a dupla com Leonardo Silva, já que o xerife Réver ainda se recuperava de lesão no tornozelo e o gringo Otamendi já se concentrava com a seleção da Argentina.