icons.title signature.placeholder Carlos Antunes
21/07/2014
13:21

O polêmico processo de reposição hormonal, mais conhecido como TRT, tem gerado muita polêmica no UFC. Com a Comissão Atlética de Nevada vetando o uso para os lutadores da franquia, muitos se viram em posição desconfortável, como é o caso de Vitor Belfort, que depois de revelar em exames altos indíces de testosterona no sangue, ainda não recebeu a licança para atuar. O brasileiro sempre foi acusado de fazer benefício do tratamento e viu suas últimas vitórias serem questionadas pelos seus adversários.

O Lance!Net procurou um amigo do ex-campeão do UFC para comentar sobre o fato de sempre o nome de Vitor estar envolvido nessa questão e dele ser considerado o grande "vilão" nesse assunto. Trata-se de Gilbert Durinho, que recentemente assinou com o UFC, treina com o "Fenômeno" e no próximo sábado faz sua estreia na organização contra o sueco Andreas Stahl.

De acordo com Durinho, o sucesso do seu compatriota não é visto com bons olhos pelos seus oponentes e, por isso, ele sofra com uma perseguição de sempre ser o alvo principal quando o assunto é o TRT. Porém, para o meio-médio, Belfort vai calar a boca dos seus críticos.

- O sucesso incomoda muita gente. Quando o cara está ganhando todo mundo quer vê-lo perder. Acho que isso é um mal do ser humano. Acredito que o Vitor sofra um pouco de perseguição sim, ele incomoda muita gente, mas ele mesmo me diz que isso é mais uma superação que ele vai passar, porque agora se conquistar o cinturão não terá desculpa de TRT nem nada. Vai ser um cala boca para todos - garantiu, em entrevista por telefone ao L!Net.

Gilbert Durinho é companheiro de treinos de Belfort (FOTO: Divulgação/UFC)