icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes
11/11/2014
16:04

Em uma coletiva marcada pela presença de muitos jornalistas turcos, inevitavelmente o nome de Felipe Melo tornou-se tema de uma das perguntas. O volante do Galatasaray é um dos atuais ídolos do clube e esteve na Copa de 2010 sob o comando de Dunga. O técnico demonstrou uma pequena irritação com o questionamento, mas esquivou-se e optou por valorizar quem foi chamado.

A pergunta sobre a ausência do volante foi feita por um repórter da TV Galatasaray. Após a tradução, Dunga, educadamente, disse ao intérprete para pedir desculpas ao jornalista e avisou:

- Nós não falamos sobre jogadores que não estão aqui. Se fossemos falar individualmente sobre cada um (que poderia ser chamado) ficar impossível. Temos de falar dos que estão aqui: Casemiro, Fred, Luiz Gustavo, Fernandinho... Então sobre eles que temos de falar.

Satisfeito não apenas com os 100% de aproveitamento nos quatro primeiros compromissos, Dunga também exaltou a resposta do grupo ao novo trabalho implementado. O técnico vê um grupo comprometido e focado.

- Estamos em um bom caminho, apesar do pouco tempo de trabalho. Facilita pela capacidade e pela inteligência dos jogadores. Seria melhor se tivéssemos mais tempo para treinar. Mas estou contente com os jogadores pela forma como estão se entregando. Eles já estão sabendo trabalhar com prazer e com prazer de jogar pela Seleção. Eles entenderam que se tivermos o coletivo forte, a individualidade irá sobressair - garantiu.

Com 100% de aproveitamento nos quatro jogos sob o comando de Dunga, o Brasil que enfrentará a Turquia nesta quarta-feira terá Diego Alves, Danilo, Miranda, David Luiz, Filipe Luís; Luiz Gustavo, Fernandinho, Oscar, Willian, Neymar; Luiz Adriano.

O jogo será realizado no estádio do Fenerbhaçe às 20h30 local (16h30 de Brasília).