icons.title signature.placeholder Luiz Gustavo Moreira
13/06/2014
21:23

Depois de Espanha e Holanda, que se enfrentaram nesta sexta-feira e terminou com uma goleada épica por 5 a 1 para o time de Robben, Sneijder e Van Persie, a primeira rodada da fase de grupos da Copa do Mundo reserva outro clássico de gigantes do futebol mundial: Inglaterra e Itália, que se enfrentam sábado, às 19h (horário de Brasília), em Manaus. E a partida dá mais uma chance para a seleção inglesa conseguir sair vitoriosa num confronto com os rivais europeus, algo que nunca ocorreu.

Apesar do equilíbrio nos números gerais do confronto (são nove vitórias para a Itália, oito para a Inglaterra e sete empates), a Azzurra tem ampla vantagem em jogos decisivos. Foram dois jogos de Eurocopa e um de Copa do Mundo e a Azzurra saiu comemorando em todos eles.

O primeiro foi em 1980, pela fase de grupos da Eurocopa, disputada na própria Itália. Vitória dos tetracampeões mundiais por 1 a 0 em Torino, com gol de Marco Tardelli. Dez anos depois as equipes se reencontraram novamente na Itália, mas desta vez numa Copa do Mundo, na disputa pela terceiro lugar, em Bari. Nova vitória azzurra, por 2 a 1, com gols de Roberto Baggio e Totò Schillaci - David Platt descontou.

E o último encontro decisivo entre as seleções foi na Euro mais recente, em 2012, disputada na Polônia e na Ucrânia. Depois de um chato 0 a 0 em Kiev, a Itália venceu nos pênaltis por 4 a 2.

Confiantes, os jogadores do English Team entrarão em campo com a responsabilidade de acabar com a incômoda escrita. O goleiro Joe Hart, presente na Euro-2012, Gerrard sabe da importância da partida.

- Foi difícil aquele jogo contra a Itália, mas desde então muita coisa mudou. Seguimos adiante e evoluímos como seleção. Estamos prontos e preparados para ganhar. Sabemos tudo o que foi feito e estamos ansiosos para a partida - garantiu Hart.

FICHA TÉCNICA
INGLATERRA X ITÁLIA

Local: Arena Amazônia, Manaus (AM)
Data-Hora: 13/6/2014 - 19h (de Brasília); 18h (de Manaus)
Árbitro: Björn Kuipers (HOL)
Auxiliares: Sander van Roekel (HOL) e Erwin Zeinstra (HOL)

INGLATERRA: Hart; Johnson, Jagielka, Cahill e Baines; Lallana, Gerrard e Henderson; Rooney, Welbeck e Sturridge - Técnico: Roy Hodgson.

ITÁLIA: Buffon; Abate, Barzagli, Chiellini e Darmian (Bonucci); De Rossi, Pirlo e Verratti; Candreva e Marchisio; Balotelli - Técnico: Cesare Prandelli.