icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/11/2014
12:09

Fora do time nos últimos três jogos, Lúcio tornou-se reserva do jovem Nathan no Palmeiras. Lidar com o zagueiro, ausente na atividade desta sexta-feira e do jogo contra o Atlético-MG por conta de uma virose, tem deixado Dorival Júnior desconfortável. Fazer a troca melhorou o sistema defensivo, que levou dois gols em três partidas, mas foi uma opção difícil para o treinador.

- Não é confortável para nenhum profissional. Nem nós tomamos esta decisão de forma tranquila, porque ele tem uma história. E esta história tem de ser respeitada, mas a postura dele é muito profissional. Ele não esmoreceu, muito pelo contrário, vem trabalhando muito forte e está sendo correto. Não está relacionado para este jogo por causa de uma virose - resumiu o treinador.

Lúcio atuou em 22 das 32 partidas disputadas pela equipe no Brasileiro, e com ele o time teve problemas defensivos, tanto que ainda é a pior defesa do Nacional, com 47 gols sofridos. O jogador, pentacampeão mundial com a Seleção Brasileira, foi preterido pelo bom momento do garoto de 19 anos, recém-promovido das categorias de base. 

- Ele será respeitado em todos os momentos, como vem sendo, e é apenas uma opção técnica minha, mas não me sinto confortável para esta atitude, por toda a história e profissionalismo dele - acrescentou.

Contratado no início do ano, depois de passar uma temporada complicada no São Paulo, o jogador tem contrato até o fim de 2015. Ele fez 44 partidas com a camisa alviverde, e marcou duas vezes.