icons.title signature.placeholder Bruno Grossi e Felipe Bolguese
05/02/2015
20:13

O namoro do São Paulo com o zagueiro Dória pode ter um desfecho feliz para ambos já nesta sexta-feira. Depois do técnico argentino Marcelo Bielsa admitir que o brasileiro foi liberado, o Tricolor aguarda o ex-botafoguense para assinar contrato e cumprir o último desejo de Muricy Ramalho. O contrato terá validade até 30 de junho deste ano.

A princípio, o clube do Morumbi tentou contratá-lo por empréstimo de um ano e meio. O Olympique, por outro lado, era irredutível e só aceitava negociar o defensor definitivamente. As conversas avançaram quando a janela europeia de transferências terminou e um empréstimo ganhou força para manter o garoto em atividade. No time francês, Bielsa deixou Dória encostado e sem estrear.

A intenção do Olympique, então, seria repassar a revelação do Botafogo por curto período, no máximo até o fim de junho. O problema é que a final da Copa Libertadores da América está marcada para a primeira semana de agosto. Assim, os são-paulinos lutaram para tentar esticar o acordo, mas fracassaram. Cumpridas as expectativas sobre o atleta, os tricolores podem até pensar em comprá-lo ao fim do empréstimo.

Por pouco, no entanto, as negociações não foram atravessadas pelo Cruzeiro. O presidente do Olympique, Vincent Labrune, avisou ter sido procurado pela Raposa, mas o empresário de Dória tratou de esfriar as especulações. Segundo Jolden Vergette, em entrevista ao Superesportes, os mineiros chegaram tarde demais. O discurso deixa o São Paulo ainda mais otimista.

- O Cruzeiro me procurou através de algumas pessoas, mas vamos deixar isso por enquanto. De momento está difícil de ele ir para o Cruzeiro. Gostamos muito do clube, mas chegaram um pouco tarde - despistou o agente.

Antes das declarações vindas da França e do empresário Jolden Vergette, Muricy Ramalho já havia deixado a torcida confiante na chegada de Dória durante a entrevista coletiva após a vitória sobre o Capivariano na última quarta-feira. O técnico afirmou ter sido informado de que o negócio estava encaminhado, mas que não tinha certeza se o mertelho havia sido batido. Ainda de acordo com o treinador, o beque viria de graça.

*Atualizado às 20h27