icons.title signature.placeholder Marcelo Braga
05/11/2013
12:45

Dois dos sete membros do Comitê de Gestão do Santos são, também, investidores da Teisa (Terceira Estrela Investimentos), principal parceira do clube. Foi o que revelou Alexandre Bourgeois, principal executivo do fundo, em debate sobre o papel dos investidores no futebol no fórum Bussiness FC, na manhã desta terça-feira. Ele, porém, negou o conflito de interesses.

- São interesses alinhados. É o investidor que senta no Conselho de administração e quer ajudar o Santos a tomar as decisões - definiu.

Os nomes dos participantes não foram divulgados. Hoje, após a reformulação do Comitê, fazem parte do grupo Francisco Cembranelli, José Berenguer, José Paulo Fernandes, Luiz Cláudio de Aquino, Luiz Fernando Fleury, Ronald Luiz Monteiro e Thiers Fleming.

Defensor da influência dos investidores dentro dos clubes, Bourgeois explicou a atuação da Teisa no dia a dia do clube de Vila Belmiro:

- A Teisa investe no Santos, ajuda o Santos a ter o jogador por mais tempo, ajuda a montar um elenco forte, a fazer as coisas que precisa, a melhorar a qualidade do espetáculo e entreterimento. Tem empresários que sugam os times? Sim, tem gente boa e ruim em todo lugar. Mas na Teisa temos governança e transparência, trazemos força para o mercado. Tem muita gente que quer investir no futebol, mas não investe porque não acredita nele, acha que só tem picareta. O preconceito é gigante. A Teisa ajuda os investidores a entrarem de maneira limpa no futebol brasileiro - disse.

Antes uma emprensa, a Teisa está em processo de mudança para ser um fundo de investimento. Em breve, ela estará aberta a novos investidores.

- A Teisa é uma S.A. (Sociedade Anônima) fechada. Entramos junto à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) para lançar o fundo de investimento. O FIP (Fundo de Investimento em Participações) foi aprovado, está em processo de montagem e regulamentação. Quando estiver pronto vamos lançar e quem quiser poderá investir - afirmou.