icons.title signature.placeholder Guilherme Gomes
14/11/2014
14:49

Quando chegou a Londres para a disputa das Finais da ATP, Novak Djokovic já sabia muito bem que dificilmente o título de melhor do ano lhe escaparia. Com uma larga vantagem sobre Federer, só uma improvável combinação de resultados manteria o suíço com chances de roubar a coroa de sua cabeça.

Ao vencer o tcheco Tomas Berdych na terceira rodada da fase de grupos, o sérvio confirmou seu reinado. E a cerimônia de premiação do rei da temporada contou com antigos reis do esporte.

Logo que acabou o jogo contra Berdych, foi montada na quadra da arena O2 um breve cerimonial. Djoko recebeu a bela taça de melhor do ano ladeado pelos ex-tenistas John McEnroe (Estados Unidos), Mats Wilander (Suécia), Carlos Moya (Espanha) e Boris Becker (Alemanha).

Curiosamente, o alemão Becker faz parte do staff de técnicos de Djokovic ao lado de eslovaco Marian Vajda.

Essa foi a terceira vez que o sérvio encerrou uma temporada no topo do ranking: 2011, 2012 e 2014.