icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/07/2014
20:00

O setor ofensivo do São Paulo está mais do que reforçado para o resto do ano. Além dos nomes de peso que já estavam no elenco, como Ganso, Luis Fabiano, Alexandre Pato e o eficiente Osvaldo, chegaram Kaká e Alan Kardec para fazer Muricy Ramalho ter de quebrar mais a cabeça para montar sua equipe. Segundo o treinador, aqueles que não acreditaram que Ganso e Kaká poderiam jogar juntos estão enganados. Ele disse que é possível formar o time com a dupla, uma vez que as características dos jogadores são distintas.

- Dá para jogar. O Ganso é diferente, passa, mas não entra muito na área. O Kaká é mais de chegada, cria e entra mais na área adversária. São características diferentes. Todos bons jogadores podem jogar juntos desde que tenham o pensamento de trabalhar coletivamente, não só individualmente. São jogadores inteligentes, ainda Kaká, que vem de uma escola boa, passou anos fora, ele tem essa consciência – disse.

Apesar de falar que todos os bons jogadores podem jogar juntos, Muricy descartou escalar o quinteto de estrelas, que seria formado por Ganso, Kaká, Pato, Alan Kardec e Luis Fabiano. Ele disse que só usaria essa formação em caso de "desespero".

- É preciso pensar no coletivo. Com bola, seria um time técnico, mas sem seria complicado. Usaria os cinco juntos só em caso de desespero - completou o técnico.