icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/07/2014
15:11

A transferência de Robinho para o Orlando City, que era tratada com otimismo pelos dirigentes do Milan (ITA) e por parte da cúpula do clube americano, pode melar. Segundo Adriano Galliani, vice-presidente rossonero, os valores pedidos e oferecidos ainda são distantes.

Desde a última segunda-feira a representante do jogador, Marisa Alija Ramos, está em Milão para tratar da transferência do atacante. A expectativa era de que o negócio fosse concluído no começo desta semana, mas a definição sobre o futuro do Rei do Drible deve ficar apenas para os próximos dias.

- Estamos em conversas muito avançadas, mas a negociação não deve ser concluída com sucesso, estamos muito distante. A oferta e o pedido são muito distante. Robinho como Kaká? Não necessariamente, as coisas podem ir de uma maneira diferente. Esperamos mais propostas - afirmou Galliani ao blog do jornalista italiano Gianluca di Marzio, especialista no mercado da bola.

Para o site Milannews, Galiani foi ainda mais pessimista: 

- Não acredito que se fará nada com o Orlando City!

Se Robinho não fechar com o Orlando, as chances de ele retornar ao Brasil caem drasticamente. Clubes do país, sobretudo o Santos, esperam que ele feche com o clube americano para que possa ser emprestado até dezembro, já que o Orlando só estreia na liga nacional na próxima temporada.

O Milan deseja vender o jogador para se livrar de seu alto salário e ter recursos para investir em outras contratações. O Rei do Drible tem contrato até 2016.