icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
16/12/2013
14:31

O São Paulo tem interesse em tirar Rafael Sobis do Fluminense e levá-lo ao Morumbi para 2014. Contudo, apesar do desejo da diretoria e do técnico Muricy Ramalho, que trabalhou com o atacante no Internacional, o que distancia Sobis do time paulista são os valores, considerados altos pela diretoria são-paulina.

- O Sobis é um grande jogador e temos interesse. É um sonho de consumo. O problema é que quando acordamos, vem a realidade. Sua vinda custaria muito dinheiro e os vencimentos são elevados. Não diria que é impossível, mas vejo como algo distante - afirmou o vice-presidente de futebol do clube, João Paulo de Jesus Lopes, em entrevista à Rádio Transamérica.

Rafael Sobis chegou ao Fluminense em 2011, emprestado pelo Al Jazira (EAU). Um ano depois, o Tricolor carioca negociou a compra dos direitos do atacante e fechou o negócio por 8,75 milhões de euros. Os direitos econômicos de Sobis são divididos em 80% para Unimed (patrocinadora do clube) e 20% do Flu. O contrato do jogador vai até julho de 2015 e a multa rescisória gira em torno de dez milhões de dólares.

Muricy gostaria de contar com o atacante, de 28 anos, para formar o elenco da próxima temporada. À sua disposição no setor, o treinador tem Ademilson, Aloísio e Luis Fabiano, além de Welliton e Osvaldo, que devem deixar o São Paulo ao fim deste ano.

Welliton tem contrato de empréstimo até dia 31 de dezembro e a negociação entre o Tricolor e o Spartak Moscou (RUS), que detém os direitos econômicos do jogador, é complicada. Já Osvaldo tem proposta do Metalist, da Ucrânia, que espera por uma resposta do São Paulo para sacramentar ou não o negócio.