icons.title signature.placeholder David Nascimento
26/03/2014
13:04

A política do Flamengo ganhou novos episódios nesta semana. Na segunda-feira, o Conselho Diretor do clube, liderado pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello, enviou um e-mail aos sócios visando fazer uma pesquisa sobre a reformulação estatutária que o Rubro-Negro está por fazer nesse ano. Porém, no texto enviado junto com a pesquisa, a atual diretoria acabou denegrindo gestões anteriores. E isto revoltou Delair Dumbrosck, presidente do Conselho Deliberativo, órgão responsável pela votação de estatuto, fazendo com que soltasse aos associados uma carta de repúdio contra o conteúdo do texto escrito pelo Conselho Diretor.

O LANCE!Net teve acesso aos dois textos (confira a íntegra dos dois abaixo). Em contato telefônico com a reportagem, Delair Dumbrosck comentou a situação, repudiando novamente o conteúdo do e-mail enviado pelo Conselho Diretor do Flamengo aos sócios e defendendo as gestões anteriores, apontando que estava na diretoria que conquistou o Campeonato Brasileiro de 2009, que Zico foi bem formado por conta de uma gestão que foi capaz de fazer isso e que os atuais dirigentes são torcedores do Flamengo justamente por conta de um bom trabalho feito por diretorias do passado na conquista de títulos significativos.

- O problema foi que o Conselho Diretor fez uma carta em uma pesquisa com considerações que denigrem as gestões anteriores. O Flamengo tem uma história, fui hexa do Campeonato Brasileiro. Não posso ficar passivo a isto como presidente do Conselho Deliberativo. Desmereceram todos aqueles que fizeram história no Flamengo. Se esquecem que o Flamengo formou o Zico e teve uma gestão competente para isso. Hoje são torcedores do Flamengo por conta de conquistas obtidas por outras gestões. Não podem dirigir o Flamengo e ter uma consciência dessa. Há a necessidade da união. O Flamengo sempre teve eleição democrática, com o presidente podendo ser reeleito apenas uma vez e chegam dizendo que há perpetuação no poder. Pelo que conheço do Bandeira, ele não deve ter ciência disso, não há espírito nele para fazer uma coisa dessa, acredito que tenha sido outra pessoa do Conselho Diretor que tenha escrito esta carta - afirmou Delair. 

E MAIS SOBRE POLÍTICA
> Diretoria do Flamengo confirma apoio a projeto de estatuto pela primeira vez
> Quarta proposta de reformulação do estatuto do Flamengo é protocolada
> Dumbrosck quer votação do estatuto em outubro para promulgar no aniversário do Fla
> Situação do Flamengo faz mudanças em versão final de reformulação de estatuto
> Capitão Léo presta depoimento e arrola vice de marketing como testemunha

O Flamengo tem quatro propostas de reformulação estatutária para votação: Conte comigo, Flamengo, da situação pelo grupo político do SóFla; Pedra Rubi, do grupo de Leonardo Ribeiro; Fênix, do grupo de Francisco Gularte; e Acima de tudo rubro-negro, do grupo de Lysias Itapicurú e Haroldo Couto. De acordo com o cronograma inicial de Delair Dumbrosck, a partir de abril, um grupo por mês terá uma reunião do Conselho Deliberativo para defender a proposta junto aos conselheiros (com a ordem de Pedra Rubi, Fênix, Conte comigo e Acima de tudo). Nos meses de agosto e setembro, acontecerão debates entre as propostas, em outubro a votação e em novembro, a promulgação do novo estatuto do Flamengo.

> Confira a íntegra do texto do Conselho Diretor e da carta de repúdio de Delair:

CONSELHO DIRETOR
"Caro Sócio, 

Nosso Flamengo pode ser ainda melhor. Mais forte, bem administrado, democrático e transparente. Um Flamengo que nos dê ainda mais orgulho. 

Neste momento está se discutindo um novo estatuto para o nosso Clube. Serão acertadas as regras que vão definir como nosso Clube será administrado nos próximos anos. 

O novo estatuto vai nos dizer se continuaremos a viver do passado, com poucos grupos se perpetuando no poder e se aproveitando do Clube, ou se iremos libertar o Flamengo para crescer muito neste novo mundo que se apresenta para o esporte mundial. 

Dada a importância do assunto nós, do Conselho Diretor, achamos fundamental entender o real desejo de todos os mais de 10.000 associados do Clube e não apenas dos poucos envolvidos com a política rubro-negra. 

Para isto, estamos te enviando a pesquisa em anexo onde temos várias perguntas sobre o nosso Clube. É uma pesquisa simples e fácil de ser respondida 

Por favor não deixe de participar. Sua opinião é muito importante, já que vai permitir ao nosso Flamengo realmente fazer um estatuto baseado no que os sócios pensam.   

Contamos com você. Tudo pelo Flamengo. Nada do Flamengo".

DELAIR DUMBROSCK
"Senhores Conselheiros e Associados,

Ao tomar conhecimento da mensagem afrontosa e deselegante emitida pelo Conselho Diretor do Clube de Regatas do Flamengo, manifesto o meu repudio na condição de Presidente do Conselho Deliberativo, ao conteúdo do referido texto.

Não escreveremos um novo Estatuto do Clube de Regatas do Flamengo, renegando na sua historia sempre vencedora, Rubro-Negros que dedicaram seu tempo, sua experiência, sua vida por uma paixão incontrolável que domina mais de 40 milhões de brasileiros.

O Conselho Deliberativo dentro de todas as prerrogativas estatutárias, está procedendo democraticamente os ritos para que aconteça no segundo semestre de 2014 a apreciação e a votação em plenário de um novo Estatuto, entre os projetos até agora apresentados.    Nada acontecerá diferente da decisão do plenário do Conselho, fórum a que pertence esta decisão.

Concluo afirmando com a máxima certeza de que os Senhores Conselheiros no momento que forem apreciar e votar um novo Estatuto para o nosso Clube de Regatas do Flamengo, não estarão levando em conta um pré-julgamento se “poucos grupos” ou um único grupo terá a intenção de se perpetuar no poder ou de se aproveitar do clube.   

O que todos desejam é ver um Flamengo  adaptado aos dias atuais e com uma estrutura organizacional que permita continuar nas suas vitorias, razão de toda a sua história.

Certo é que o passado glorioso do Flamengo é constituído de homens de bem que contribuíram para o engrandecimento da instituição".