icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/07/2014
12:10

Apesar de ter ficado de fora do grupo de Felipão na Copa do Mundo de 2014, Diego Tardelli sonhou até os últimos dias com uma vaga na Seleção Brasileira. Em alta no Atlético-MG desde que retornou ao clube, no ano passado, o camisa 9 foi um dos cotados para servir o país no Mundial, o que não ocorreu. O retorno de Dunga, no entanto, volta a alimentar as esperanças de Tardelli vestir novamente a Amarelinha. Foi com o novo treinador da seleção que o atacante alvinegro recebeu sua primeira chance com a camisa canarinho, no ano de 2009.

- Minha primeira convocação foi com o Dunga, me daria mais esperança de um possível retorno. É manter o que eu venho fazendo, tenho o sonho de disputar uma Copa do Mundo. Tenho idade e cabeça para estar lá. Tudo tem seu tempo, ficaria feliz com o retorno dele - disse o atacante, ainad antes de saber do anúncio oficial da CBF, sobre o novo treinador da seleção.

Foi em sua primeira passagem pelo Atlético-MG que Tardelli teve sua primeira oportunidade com Dunga. Na temporada 2009, o atacante marcou 19 gols no Brasileirão, terminando o campeonato como artilheiro da competição, ao lado de Adriano.

Pelo Galo, Tardelli já marcou 99 gols em 193 jogos. O centésimo tento pela equipe poderá sair nesta quarta-feira, diante de um Mineirão cheio, na final da Recopa Sul-Americana, contra o Lanús, mas o atacante quer deixr a marca pessoal um pouco de lado para não atrapalhar o desempenho na luta pelo título internacional.

- Entrando para a história do clube. É o que mais me deixa motivado. Além de ser uma grande final, posso chegar ao centésimo gol. Prefiro até esquecer um pouquinho, porque a expectativa e a ansiedade podem atrapalhar. É jogar tranquilo, porque o gol vem naturalmente, como veio na primeira partida - completou.