icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/06/2014
16:49

Em uma das provas mais confusas e emocionantes do ano, o australiano Daniel Ricciardo se tornou uma das maiores surpresas do ano, ao conquistar a vitória no Grande Prêmio do Canadá, desbancando a "toda poderosa" Mercedes.

Com problemas no carro, a Mercedes viu a sua hegemonia no ano finalmente acabar, quando Hamilton, com problemas no motor, abandonou a prova e Rosberg perdeu a liderança faltando duas voltas para o fim. O terceiro colocado foi o alemão Sebastian Vettel.

Felipe Massa, que vinha em quinto lugar na prova, protagonizou acidente na última volta, ao atropelar o carro do mexicano Sergio Pérez, quarto colocado, ao tentar uma ultrapassagem, batendo forte e tirando ambos da prova. Por pouco Vettel não acerta o carro do brasileiro, que rodou de volta para a pista.

Massa bate em Pérez enquanto ocupava a 5ª posição na última volta (Foto: Jim Watson/AFP)

Em quarto, se aproveitando do acidente de Massa e Perez, chegou o britânico Jenson Button, da McLaren, seguido por Nico Hulkenberg, da Force India e Fernando Alonso, da Ferrari.

Em sétimo, o companheiro de Felipe Massa na Williams, Valtteri Bottas, à frente de Jean-Eric Vergne, da Toro Rosso, Kevin Magnussen, da McLaren e Kimi Raikkonen, da Ferrari, que fechou o Top 10.

A sétima etapa da Fórmula 1 acontece no dia 22 de junho, no Red Bull Ring, na Áustria.

Ricciardo foi muito festejado no pódio ao conquistar a primeira vitória de sua carreira (Foto: Jim Watson/AFP)

A CORRIDA

Largando em segundo, Hamilton forçou Rosberg pela primeira posição, colocou o carro de lado, mas viu o alemão fechar a porta na primeira curva e, para evitar o choque, diminuiu a velocidade de seu carro, vendo Vettel ultrapassá-lo.

Massa chegou a tomar a quarta colocação de seu companheiro, Bottas, com quem andou lado a lado por quatro curvas, mas o finlandês seguiu à frente.

Na reta, antes de completar a primeira curva, Chilton, da Marussia, encontrou o muro e forçou a entrada de um safety car, que ficou na pista por oito voltas. Na relargada, as posições se mantiveram as mesmas.

Vettel conseguiu manter sua Red Bull entre as Mercedes por apenas duas voltas após a relargada, quando Hamilton acionou a asa móvel, colocou de lado e reassumiu a segunda colocação.


Hamilton sofreu com a Mercedes até ser forçado a abandonar com problemas no motor (Foto: Stan Honda/AFP)

Na volta 14, os pilotos abriram as paradas no pit stop e Felipe teve uma passagem mais longa pelos boxes, após um problema em na troca de sua roda esquerda, voltando atrás de Ricciardo, Alonso, Vergne e Maldonado.

Parando primeiro, Rosberg conseguiu se manter à frente de Hamilton, que demorou mais nos boxes. Na 23ª volta, o duelo na pista era entre Hulkenberg e Vettel, pela quarta colocação. Vettel conseguiu a ultrapassagem, mas espalhou na curva e tomou o X do adversário.

Na 25ª volta, Rosberg fritou os pneus e passou reto em uma curva, contornando-a por fora, mas se mantendo na primeira colocação. Na mesma volta, Felipe Massa conseguiu uma linda ultrapassagem sobre Alonso, pulando para oitavo.

Na 37ª volta, Felipe Massa era o quarto, beneficiado pelas paradas de seus adversários, enquanto Rosberg informava à sua equipe pelo rádio que tinha problemas no freio.

Na 42ª volta, eram claros os problemas da Mercedes, quando Felipe Massa, terceiro na prova, ainda sem a parada, tirava quase 10 segundos em quatro voltas (2 segundos por volta), vendo a distância cair para 19 segundos.

O desempenho de Massa na prova era tão bom, que a equipe pediu que ele não fizesse mais paradas, com 26 para o final. Duas voltas depois, foi a vez das Mercedes pararem e Hamilton e Massa liderou a prova. Pela primeira vez um carro além das Mercedes liderou uma prova na F-1 esse ano.

Após a parada, o carro de Hamilton apresentou problemas e o inglês teve de voltar aos boxes, onde abandonou a corrida pela segunda vez no ano.

Felipe Massa parou nos boxes, voltou na sétima colocação, mas mesmo com pneus frios, conseguiu andar mais rápido do que os outros carros na pista.

Na 53ª volta, Perez, Ricciardo e Vettel lideravam uma verdadeira caça contra Rosberg, que tentava manter sua problemática Mercedes na liderança da prova.

Três voltas depois, o rendimento da Mercedes voltou ao normal e Rosberg conseguiu retomar uma distância mais tranquila de Perez, que puxava um o pelotão com as duas Red Bull.

Na 57ª volta, Bottas tentou ultrapassar Hulkenberg, escapou na curva e perdeu a posição para Felipe Massa, que logo na sequencia, também deixou o alemão para trás, assumindo a quinta colocação.

Logo após ultrapassar o pelotão Hulkenberg-Bottas-Alonso, Massa passou a abrir distância e chegar mais próximo aos líderes, tirando quase quatro segundos em quatro voltas para Vettel, o quarto lugar.

Massa seguia tirando a vantagem dos líderes e andava mais rápido até que o líder, com um pneu mais de 10 voltas mais novo que os demais adversários.

Na 66ª volta, Ricciardo ultrapassou Perez e, faltando duas voltas para o fim, conseguiu um "quase-milagre", ultrapassando Nico Rosberg e assumindo a liderança.

Na última volta, Felipe Massa tentou ultrapassar Perez e "atropelou" o carro do mexicano e tirou ambos da corrida, terminando a corrida com o safety car na pista.

Vitória de Daniel Ricciardo, pela primeira vez em sua carreira, com Nico Rosberg na segunda colocação e Sebastian Vettel fechando a corrida no pódio, em terceiro.


Ricciardo, Rosberg e Vettel compuseram o pódio no confuso GP do Canadá de (Foto: Stan Honda/AFP)

Confira a classificação final do GP do Canadá:

1 - Daniel Ricciardo - (AUS) - Red Bull
2 - Nico Rosberg - (ALE) - Mercedes
3 - Sebastian Vettel - (ALE) - Red Bull
4 - Jenson Button - (GBR) - McLaren
5 - Nico Hulkenberg - (ALE) - Force India
6 - Fernando Alonso - (ESP) - Ferrari
7 - Valtteri Bottas - (FIN) - Williams
8 - Jean-Eric Vergne - (FRA) - Toro Rosso
9 - Kevin Magnussen - (DIN) - McLaren
10 - Kimi Raikkonen - (FIN) - Ferrari
11 - Sergio Pérez - (MEX) - Force India
12 - Felipe Massa - (BRA) - Williams
13 - Adrian Sutil - (ALE) - Sauber
14 - Esteban Gutiérrez - (MEX) - Sauber

Não completaram:

Romain Grosjean - (FRA) - Lotus - 58 voltas
Daniil Kvyat - (RUS) - Toro Rosso - 47 voltas
Lewis Hamilton - (ING) - Mercedes - 45 voltas
Kamui Kobayashi - (JAP) - Caterham - 22 voltas
Pastor Maldonado - (VEN) - Lotus - 21 voltas
Marcus Ericsson - (SUE) - Caterham - 6 voltas
Max Chilton - (GBR) - Marussia - 0 volta
Jules Bianchi - (FRA) - Marussia - 0 volta