icons.title signature.placeholder Bruno Braz e Rodrigo Ciantar
26/11/2013
07:34

Ainda ressabiados com a saída de Marlone para o Cruzeiro em 2014, os vascaínos podem ficar tranquilos sobre outra jovem promessa do elenco. Sensação nas últimas rodadas do Brasileiro, o atacante Thalles, de apenas 18 anos, tem multa contratual estipulada em R$ 60 milhões.

O LANCE!Net apurou que tal valor foi determinado após o último reajuste do vínculo com o Gigante da Colina, no mês passado, e vale para clubes do exterior. Equipes do Brasil que quiserem contratar o jogador precisarão desembolsar a metade deste preço: R$ 30 milhões.

A medida deixa o Vasco mais seguro para não ser surpreendido com futuras investidas, assim como aconteceu com Marlone, que por ter um contrato frágil, com multa rescisória baixa, teve o caminho facilitado para a assinatura de um pré-contrato com a Raposa.

Thalles vem tendo uma ascensão meteórica no Cruz-Maltino. Com idade ainda de primeiro ano de juniores, ele foi campeão da Taça Belo Horizonte da categoria, em agosto, tendo sido um dos artilheiros da equipe. Logo em seguida, foi efetivado pelo ex-treinador Dorival Júnior entre os profissionais.

A estreia no time principal aconteceu nos minutos finais da partida contra o Criciúma, no mês passado. Desde então, soma seis jogos e três gols. Na última rodada, foi escalado como titular pelo técnico Adilson Batista e fez um dos tentos na vitória por 2 a 1 sobre o Cruzeiro.

Um dia após o feito no Maracanã, ele vibrou em sua rede social:

– Feliz demais por voltar a marcar no Maracanã e ter ajudado o Vasco a vencer. A luta continua! Obrigado a todos pelo apoio. Deus é fiel!

Thalles: ‘Nem vi que era Juninho’

Um dos jogos mais marcantes de Thalles até agora no profissional foi o primeiro jogo como titular, contra o Goiás, nas quartas de final da Copa do Brasil. Na ocasião, ele fez dois gols, sendo que no primeiro demonstrou personalidade impressionante, já que tinha livre ao seu lado nada menos do que Juninho. Mesmo assim, preferiu confiar em seu taco e arriscar de fora da área.

Em contato com a reportagem do L!Net, uma pessoa ligada ao atacante revelou o diálogo que teve com o jovem após aquela jogada.

– Ele me falou: “Nem vi que era o Juninho. Quando o Sandro Silva tocou para mim, recebi a bola do jeito que gosto para chutar: de chapa e com curva” – confidenciou.

Após o gol, Juninho fez questão de abraçá-lo em sinal de carinho.

Um gol por jogo no Maracanã

Thalles está há pouco tempo entre os profissionais, mas já mostra que tem estrela, principalmente atuando no Maracanã. O garoto pisou somente três vezes no gramado do “Maior do Mundo” e marcou nada menos do que três gols, média de um gol por jogo. A média é igual a do flamenguista Hernane, artilheiro do estádio após a reabertura (16 gols em 16 partidas).

Ao todo, Thalles tem seis jogos como profissional. E todos os gols dele foram no Maracanã. Dois contra o Goiás, na Copa do Brasil, quando estreava como titular. O outro foi marcado no sábado, sobre o Cruzeiro.

O próximo jogo do Vasco será de novo no Maraca, desta vez contra o Náutico, no domingo. Será que esta média da joia vascaína vai se manter?