icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/12/2013
17:34

Terceiro maior artilheiro da história do Náutico, o atacante Kuki teria um jogo de despedida ao fim de 2013, porém a festa foi desmarcada pelo próprio ex-jogador. Kuki encerrou a carreira em 2010 e já teve sua homenagem adiada outras vezes, desta vez, porém, ele mesmo afirmou não ter clima para comemorações.

- Não havia clima para festa. Fomos muito mal no Brasileiro, tivemos um ano ruim. Não tinha o que comemorar, por isso pedi para dar um tempo com isso - afirmou o ex-atleta, que tem 179 gols marcados com a camisa do Timbu.

Kuki vem trabalhando no Alvirrubro desde que parou de jogar, já foi coordenador das categoria de base e auxiliar técnico, e viu sua festa de despedida ser cancelada outras duas vezes. Inicialmente a partida seria disputada no fim de 2012, mas ele sofreu um lesão no joelho durante um rachão e o evento não pôde ocorrer. Remarcado para julho deste ano, o jogo, que contaria com as presenças de atletas e ex-atletas, além de sócios do clube, foi adiado mais uma vez, nesta ocasião o problema foi a agenda dos convidados. Agora Kuki afirma não se preocupar com uma nova data.  

- Não tenho pressa. Sei que um dia faremos essa festa, mas que seja em um bom momento do Náutico. Prefiro não me ater a datas - finalizou.