icons.title signature.placeholder Jonas Moura
25/04/2014
11:45

Depois de nove decisões seguidas entre Unilever e Molico/Osasco, a Superliga terá uma história diferente no próximo domingo, no Maracanãzinho. Por isso mesmo, os dias que antecedem a final entre o time carioca e o estreante Sesi-SP também têm sido distintos do passado. A grande rivalidade deu lugar à descontração. Ao fim do treino das comandadas de Bernardinho nesta sexta-feira, abraços e até troca de figurinhas da Copa do Mundo entre oponentes marcaram o encontro entre as atletas.

Do lado carioca, a líbero Fabi, a central Juciely e a ponteira Gabi eram algumas das que entraram na brincadeira. No Sesi-SP, as centrais Fabiana e Bia não ficaram para trás. Fabi, que deixou o ginásio a 22 figurinhas de completar o álbum, só atendeu à imprensa depois de cumprir seu compromisso com as amigas rivais. Conseguiu duas trocas.

- Nem sabia que elas estavam colecionando. Foi uma brincadeira que fizemos no nosso time desde a semifinal, quando ficamos concentradas no hotel. Botei uma pilha na galera para elas comprarem o álbum. Depois, a Régis também foi atrás das meninas. E tem sido bom para descontrair. Como temos algumas amigas no Sesi-SP e soube que elas também estavam fazendo, aproveitamos. Amanhã a gente não fala mais de figurinha, mas hoje ainda dá para trocar - brincou a líbero.

Sobre o fato de não ver mais o Molico/Osasco do outro lado da quadra, Fabi admitiu que sente uma estranheza, mas fez questão de enaltercer o adversário de domingo. Segundo ela, Unilever e Sesi-SP já criaram uma rivalidade, ainda que a decisão seja inédita.

- É um pouco esquisito, mas nada de anormal. O Osasco é um adversário com o qual todo mundo se acostumou depois de nove finais seguidas. Mas o Sesi-SP vem dando trabalho há um tempo, também tem uma rivalidade com elas. Se você pegar o histórico, tiveram uma campanha parecida com a nossa - analisou a líbero.