icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/07/2013
10:14

Ele mede 1,69m e luta para se manter entre os titulares do Grêmio em um setor muito concorrido. O volante Ramiro sabe que o seu desafio é ainda maior, mas mostra confiança para seguir atuando sob o comando de Renato Gaúcho, assim como aconteceu diante do Criciúma, no último sábado.

- Cheguei ao Grêmio com essas condições, sempre tive apoio da minha família, e sempre tenho que trabalhar mais que os outros para superar a minha altura. Quero estar sempre os 11 - disse o jogador, em entrevista coletiva.

E Ramiro vê dois os atuais concorrentes pela titularidade no setor - Riveros e Adriano - como importantes para o seu crescimento no Grêmio.

- São dois jogadores que procuro me espelhar, aprender bastante. Estar do lado deles me ajuda a buscar crescimento - destacou o volante, antes de falar sobre o seu momento no clube. Vindo do Juventude, ele chegou para integrar o time júnior, agradou e chegou ao principal.

- Cabe ao Renato, daqui para frente é com ele, dei meu melhor contra o Criciúma. É um momento muito importante para mim. Acho que estou no meu melhor momento no futebol, em um grande clube e jogando um grande campeonato. Procuro sempre trabalhar muito fortemente para quando a oportunidade aparecer eu poder ajudar o clube.

Contra o Fluminense, Renato Gaúcho volta a ter Adriano como opção, já que ele havia cumprido suspensão automática em Criciúma. Riveros, por sua vez, poderá ser inscrito com a suspensão do chileno Vargas. Ramiro disputará a titularidade com o paraguaio, que ainda não estreou pelo Grêmio.

Ele mede 1,69m e luta para se manter entre os titulares do Grêmio em um setor muito concorrido. O volante Ramiro sabe que o seu desafio é ainda maior, mas mostra confiança para seguir atuando sob o comando de Renato Gaúcho, assim como aconteceu diante do Criciúma, no último sábado.

- Cheguei ao Grêmio com essas condições, sempre tive apoio da minha família, e sempre tenho que trabalhar mais que os outros para superar a minha altura. Quero estar sempre os 11 - disse o jogador, em entrevista coletiva.

E Ramiro vê dois os atuais concorrentes pela titularidade no setor - Riveros e Adriano - como importantes para o seu crescimento no Grêmio.

- São dois jogadores que procuro me espelhar, aprender bastante. Estar do lado deles me ajuda a buscar crescimento - destacou o volante, antes de falar sobre o seu momento no clube. Vindo do Juventude, ele chegou para integrar o time júnior, agradou e chegou ao principal.

- Cabe ao Renato, daqui para frente é com ele, dei meu melhor contra o Criciúma. É um momento muito importante para mim. Acho que estou no meu melhor momento no futebol, em um grande clube e jogando um grande campeonato. Procuro sempre trabalhar muito fortemente para quando a oportunidade aparecer eu poder ajudar o clube.

Contra o Fluminense, Renato Gaúcho volta a ter Adriano como opção, já que ele havia cumprido suspensão automática em Criciúma. Riveros, por sua vez, poderá ser inscrito com a suspensão do chileno Vargas. Ramiro disputará a titularidade com o paraguaio, que ainda não estreou pelo Grêmio.