icons.title signature.placeholder Fábio Aleixo
06/11/2013
16:13

Ao vencer Stanislas Wawrinka na segunda rodada das Finais da ATP de Londres (ING), Rafael Nadal assegurou a liderança do ranking mundial até o fim do ano. Ele obteve o feito pela terceira sua vez em carreira e celebrou muito.

- Não era meu objetivo ser o número 1, mas depois do sucesso que tive na temporada, ganhando 5 Masters 1.000, ganhando dois Grand Slams, eu senti que merecia ser o número 1 ao fim da temporada. Tive esta sensação depois de ganhar o Aberto dos Estados Unidos (em setembro). Hoje, eu consegui. Sinto que foi uma das melhores coisas que fiz na minha carreira, voltar a fechar a temporada como número 1 três anos depois - afirmou em uma concorrida entrevista coletiva.

- Foram muitas emoções no dia. Este (Finais da ATP) é o cenário perfeito para estar como número 1 do mundo, neste ambiente incrível, com esta torcida fantástica - disse.

Questionado pelo LANCE!Net se poderia escolher um momento para ilustrar a temporada, no qual voltou à quadra após sete meses inativo por causa de lesão no joelho esquerdo, Nadal afirmou:

- Não posso escolher um momento só, me desculpe. Depois de tudo que fiz e passei, é injusto poder escolher um  só momento.

Nesta temporada, o espanhol já conquistou dez títulos, sendo dois de Grand Slams e cinco de Masters 1.000. Em Londres, nas Finais da ATP, busca a única grande taça que ainda falta em sua galeria.

O repórter viaja a convite da ATP