icons.title signature.placeholder Guilherme Cardoso e Rafael Valesi
31/12/2013
13:04

Um dente extraído, um mês de treino no Brasil longe da altitude e o pouco peso. Esses foram os motivos apontados pelo técnico Moacir Marconi, o Coquinho, e por até mesmo algumas companheiras para o susto dado por Sara Makera após a Corrida de São Silvestre, na manhã desta terça-feira, em São Paulo.

Logo após cruzar a linha de chegada na quarta colocação, a tanzaniana começou a passar mal e teve de ser levada de maca para o centro médico.

Rapidamente, foi atendida e teve tempo de subir ao pódio. Mas durante a entrevista coletiva ficou apenas sentada observando as demais atletas falarem.

- Ela tem cerca de 38kg. Tive de extrair um dente do siso dela, faz três semanas. Com isso, ela ficou debilitada - afirmou Coquinho.

Ao contrário da maior parte das quenianas, Sara chegou ao Brasil no fim de novembro. Assim, passou o último mês treinando longe de altitude e competindo. Enquando isso, as demais atletas permaneceram no país africano e só desembarcaram para disputar a São Silvestre no último dia 27.

Por conta do pouco peso, Sara também até chegou a fazer um trabalho de fortalecimento. Mas no fim da prova foi vencida pelo cansaço. Menos mal que já está recuperada.