icons.title signature.placeholder Carlos Antunes e Luis Fernando Coutinho
16/02/2015
11:05

Pela primeira vez na carreira, Demian Maia vai fazer uma atuação no ginásio do Maracanãzinho, no UFC Rio, que será realizado no dia 21 de março, quando encara Ryan LaFlare, no duelo principal do show. Oriundo do jiu-jitsu, o brasileiro ressaltou a importância de poder lutar em um dos principais templos do esporte.

Em media day realizado no Maracança, o faixa-preta relembrou os principais nomes que se apresentaram no local e ratificou a alegria de poder se juntar a eles nesse quesito. No entanto, o peso meio-médio fez questão de rechaçar a pressão por este feito.

- Fiquei muito feliz de fazer a luta principal no Maracanãzinho. Venho do jiu-jitsu, que tem a sua história toda relacionada ao Maracanãzinho. Hélio, Rickson e Carlson (Gracie) lutaram aqui e é um grande prazer lutar nesse templo que já abrigou tantas lutas importantes. Mas a motivação é sempre grande desde a primeira luta que fiz no UFC. Se você começa a dar peso para as coisas, como o fato de ser no Maracanãzinho, no Brasil, luta principal, você se trava e não consegue lutar bem. Já aconteceu comigo algumas vezes de criar expectativa demais, querer fazer o melhor show e acabar me travando mais. Tenho que como em qualquer outra luta - afirmou.

Após o UFC 179, em outubro de 2014, essa será a segunda vez que o ginásio vai receber uma edição do Ultimate. Além de Demian Maia, o evento contará com as presenças de Gilbert Durinho, Erick Silva e o campeão do TUF Brasil 2 Leo Santos.