icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
16/11/2013
15:29

Desde sua briga com David Nalbandian, no vestiário da semifinal da Copa Davis de 2012, o argentino Juan Martin Del Potro desistiu de participar da edição deste ano, mesmo com a saída de Nalbandian. No entanto, o tenista mandou uma carta para a Associação Argentina de Tênis (AAT), reclamando da postura da entidade em relação a sua decisão.

Segundo Delpo, a AAT continua convidando-o para disputar o torneio e fazendo pressão através da imprensa. Ele ainda reiterou que não disputará a primeira rodada da Copa Davis.

Confira a carta de Del Potro na íntegra:

"Arturo e Martin,

Estou em meus primeiros dias de férias, depois de um ano muito duro e exigente.

Neste tempo, não os respondi, por um lado porque estive concentrado nos torneios que disputei até o fim do ano e não quis tomar decisões apressadas e, por outro lado, porque estou cansado que me convidem por e-mail ou mensagem e, ao mesmo tempo, me pressionem através da imprensa, que faz notas sobre se jogo ou não a Copa Davis, tentando me deixar mal diante da opinião pública. Para mim, parece um discurso duplamente hipócrita. O mesmo aconteceu ano passado, quando qualquer resposta ou não-resposta era rapidamente conhecida por alguns jornalistas.

Nunca fui consultado na escolha do capitão, superfícies, sedes, etc, e, quando fizeram isso uma vez, para o confronto contra a República Tcheca, em 2012, não consideraram minha opinião.

Desde que participo da Davis só joguei uma vez a primeira rodada, por conta do calendário e da superfície.

Nestes dias analisamos junto com a minha equipe médica, física e técnica, com pouco tempo, devido à urgência da resposta que vocês precisavam. Não estarei nesta primeira série que se jogará contra a Itália.

Sem mais, os cumprimento atenciosamente.

Juan Martin Del Potro"