icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/11/2013
15:20

Se o trabalho de Gilson Kleina divide opiniões entre diretoria, conselheiros e torcedores, dentro do elenco do Palmeiras o treinador tem um defensor ferrenho. Henrique, capitão da equipe, já bancou abertamente a permanência do técnico, que tem contrato até o fim do ano e ainda não sabe se continuará na Academia de Futebol em 2014, ano do centenário do clube.

Mesmo com o empate suado por 1 a 1 diante do Paraná, o zagueiro elogiou as alterações promovidas por Kleina no segundo tempo e creditou a recuperação do Verdão no jogo às opções feitas pelo comandante.

- A nossa equipe estava marcando bem, eles acertaram um belo chute. O Kleina mudou, mudou bem e conseguimos fazer um gol - afirmou o beque em alusão às entradas de Ananias, Léo Gago e Juninho nas vagas de Luis Felipe, Wesley e Marcelo Oliveira, respectivamente.

Com o acesso garantido à Primeira Divisão, o Palmeiras pode ser campeão já na próxima rodada, com quatro partidas de antecedência. Precisa vencer o Joinville, no Pacaembu, no sábado, e torcer para que a vice-líder Chapecoense perca para o América-RN, em Chapecó (SC), na terça-feira.