icons.title signature.placeholder Alexandre Braz e Rodrigo Ciantar
13/06/2014
07:54

Os três gols sobre o Criciúma, na goleada por 6 a 0, deixaram a torcida bastante entusiasmada com Daniel. Mas, em seguida, o meia não conseguiu repetir a boa atuação e ainda sofreu uma lesão muscular. Aí o botafoguense deve ter se perguntado: será que o encanto durou apenas um jogo? Questionamento que só poderá ser respondido pelo próprio jogador, no retorno após a Copa do Mundo.

– Ainda tenho muito a provar, de maneira geral. Mas sei que nem todo jogo vou agradar à torcida. Tenho que manter o foco para jogar bem o máximo de vezes possível – ressaltou Daniel, de 20 anos.

O jovem meia ainda curte os últimos dias de férias (a reapresentação será na segunda-feira) no interior de Minas Gerais, onde os familiares residem. Contudo, garante que mesmo neste período sem atividades não deixou de pensar um dia sequer na sequência da temporada, que pode ser a mais importante da curta carreira até o momento.

– Penso em voltar e jogar. Como tive uma lesão (na coxa esquerda), tenho feito trabalhos também para voltar 100% e não sentir mais esse problema – disse Daniel, lamentando muito por ter sofrido a lesão quando ganhou vaga no time titular:

– Aconteceu logo quando consegui uma sequência. Fiquei muito chateado, mas logo comecei o tratamento. Quero voltar bem ao time.

'Antes eu não estava merecendo'

Daniel fica feliz com as oportunidades que teve pouco antes da parada para a Copa, mas não mostra incômodo algum por ter ficado tanto tempo sem figurar no time. O meia diz que ainda não estava merecendo uma chance.

- Sempre tentei buscar meu espaço. Em alguns momentos achava que não estava merecendo mesmo, mas fui em busca. Tive uma chance com o Duda, mas com o Mancini as coisas deram certo. Espero continuar assim - ressaltou Daniel.

Para o segundo semestre, Daniel terá de concorrer por uma vaga no meio de campo com Carlos Alberto, que jogou apenas uma partida pelo Glorioso neste ano, teve boa atuação, mas sofreu uma lesão na coxa esquerda.