icons.title signature.placeholder Maurício Ferro
25/07/2014
14:33

Debaixo de chuva, o Fluminense treinou na manhã desta sexta-feira. Logo no início das atividades, Henrique sentiu a coxa e se afastou dos trabalhos. Durante o treino coletivo, quem ocupou a lacuna deixada pelo defensor foi Elivélton, que formou dupla de zaga com Gum.

Apesar do desfalque no treinamento, o técnico do Tricolor, Cristovão Borges, não demonstrou preocupação com o caso do jogador e afirmou ter sido um incidente normal. O comandante também acabou por fazer uma revelação a respeito do lateral-direito Bruno.

- Essa semana fizemos treinamentos específicos para situações do jogo (de domingo, contra o Atlético-PR). É normal que um ou outro jogador fique um pouco mais dolorido - minimizou, para depois relatar: - O Bruno ficou assim hoje (sexta-feira) e se soubesse disso não tinha nem deixado treinar. Imagino que (o caso de Henrique) não vá ser problema nenhum para o jogo não.



Nesta rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense enfrenta o Furacão, na Arena da Baixada, em Curitiba. A equipe das Laranjeiras terá a vantagem de disputar o confronto com os portões fechados, sem a presença da torcida adversária.

- O Atlético-PR é um concorrente direto, com o mesmo número de pontos que nós temos. Há uma necessidade de ir se distanciando. Eles têm uma equipe muito boa. Quanto a torcida, é importante para qualquer clube. Imagino que para eles seja mais importante, já que jogam em casa. Nesse sentido, eles vão sentir muito mais falta por causa dos portões fechados. Se der para tirar proveito é sempre válido - disse Cristovão.