icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/07/2013
14:00

Mesmo após insistir que Cristiano Ronaldo fica no Real Madrid até o fim de sua carreira, o presidente merengue Florentino Pérez pode ver seu principal jogador sair antes do desejado. Isso porque o próprio português está explorando suas opções. De acordo com a revista "Le10Sport", o camisa 7 se reuniu recentemente com o dono do Monaco, novo-rico francês.

Segundo a publicação, junto a Ronaldo e Dmitry Rybolovlev, proprietário do clube francês, estava Jorge Mendes, agente do jogador e responsável por algumas das principais transações do Monaco até agora, como Falcao García, Ricardo Carvalho, João Moutinho e James Rodríguez. Os dois aproveitaram a presença de Cristiano Ronaldo em Monaco para um evento e arranjaram o encontro.

Nele, Rybolovlev se apresentou a Ronaldo e procurou explicar ao português os planos que tem para o clube. Segundo a revista, a ideia é ter Cristiano Ronaldo no Monaco apenas a partir de 2014, quando o clube francês já estaria classificado para a Liga dos Campeões, competição que o luso não abre mão de participar.

Mesmo após insistir que Cristiano Ronaldo fica no Real Madrid até o fim de sua carreira, o presidente merengue Florentino Pérez pode ver seu principal jogador sair antes do desejado. Isso porque o próprio português está explorando suas opções. De acordo com a revista "Le10Sport", o camisa 7 se reuniu recentemente com o dono do Monaco, novo-rico francês.

Segundo a publicação, junto a Ronaldo e Dmitry Rybolovlev, proprietário do clube francês, estava Jorge Mendes, agente do jogador e responsável por algumas das principais transações do Monaco até agora, como Falcao García, Ricardo Carvalho, João Moutinho e James Rodríguez. Os dois aproveitaram a presença de Cristiano Ronaldo em Monaco para um evento e arranjaram o encontro.

Nele, Rybolovlev se apresentou a Ronaldo e procurou explicar ao português os planos que tem para o clube. Segundo a revista, a ideia é ter Cristiano Ronaldo no Monaco apenas a partir de 2014, quando o clube francês já estaria classificado para a Liga dos Campeões, competição que o luso não abre mão de participar.