icons.title signature.placeholder Valdomiro Neto
25/06/2014
16:44

Gol de Messi de falta foi o primeiro assim da Argentina em 32 anos no Mundial (FOTO: AFP)

Mais uma vez foi inevitável. Após outra bela atuação, com dois gols e eleito o craque do jogo, Lionel Messi foi o principal tema das entrevistas coletivas depois do triunfo por 3 a 2 da Argentina sobre a Nigéria, no Beira-Rio. O técnico da equipe africana, Stephen Keshi, classificou o camisa 10 de "jogador abençoado" e sugeriu que sua origem não esteja no planeta Terra. 

- Existem outros jogadores de excelente calibre na Argentina, muito bons, mas o Messi é de Júpiter, de outro planeta, é diferente. 

Um tempo depois, já na sua vez de conversar com os jornalistas, o atleta do Barcelona foi perguntado sobre a declaração do adversário e manteve seu estilo driblador também na hora de se pronunciar. 

- Agradeço o que ele disse. Estou contente por ter ganhado, pelo que a Argentina jogou hoje. Pegamos um bom adversário, mostraram que podem incomodar. Mas vimos nosso time hoje melhor que nos dois primeiros jogos - pontuou o atleta eleito quatro vezes melhor do mundo pela Fifa. 

O técnico Alejandro Sabella, da Alviceleste, também teve que tocar no tema. Depois de explicar que sacou o craque aos 18 do segundo tempo para concedê-lo um pouco de descanso, já pensando nas oitavas de final, fez os elogios de praxe. 

- Jogadores desse nível, nós já sabemos, podem sempre fazer mais. Não é uma surpresa porque sempre ele pode criar algo novo, fazer algo que não esperamos.

NOVO RECORDE DO CAMISA 10

Lionel Messi é o primeiro jogador a marcar nas três partidas da Argentina na primeira fase de um Mundial. Além disso, seu gol de falta (o segundo da equipe na partida) foi o primeiro dessa maneira depois da seleção em 32 anos (o último havia sido de Passarela na derrota por 2 a 1 para a Itália, em 82). Colecionador de feitos, ele divide a artilharia do Mundial do Brasil com o companheiro de Barcelona Neymar. O atleta também não quis comentar os números e alertou que a partir de agora a equipe tem que preocupar-se em não errar, já que a competição entra na sua fase de mata-mata. 

- Queríamos, tínhamos como meta, ser os primeiros do grupo. E conseguimos. Mas agora não podemos cometer nenhum erro mais. Se errar, estaremos fora. Devemos continuar nos caminhos de vitórias. Acredito que hoje foi a melhor atuação da Argentina nesta Copa do Mundo. 

A Argentina jogará a partida das oitavas de final na próxima terça-feira, às 13h, na Arena Corinthians, contra o segundo colocado do Grupo E (o adversário será conhecido ainda nesta quarta). Messi festejou o descanso de cinco dias e acredita que poderá estar 100% na decisão.