icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/04/2014
17:37

Foi sofrido, teve gol no fim e comemoração eufórica de José Mourinho. Foi assim que o Chelsea conseguiu a classificação para a semifinal da Liga dos Campeões. O Paris Saint-Germain foi para o Stamford Bridge com a vantagem de ter vencido a ida por 3 a 1, mas sem Ibrahimovic, que ficou na arquibancada com Nicolas Sarkozy, ex-presidente da França. Acabaram vendo uma virada histórica dos Blues nesta terça-feira com Demba Ba sendo herói com o gol que garantiu a vitória por 2 a 0 aos 41 do segundo tempo.

O adversário da semifinal será conhecido apenas na sexta-feira, quando acontece o sorteio. Nesta quarta, mais duas partidas definem todos os clubes que estarão nesta fase: Atlético de Madrid x Barcelona e Bayern de Munique x Manchester United. Na próxima semana, o PSG pode ser campeão. Basta vencer o Lyon fora de casa no domingo e torcer por derrota do Monaco. O Chelsea, vice no Inglês, visita o Swansea e segue na caça ao Liverpool.

Isso é técnico! Mourinho corre para festejar e dar instruções aos jogadores


O JOGO
Para esta partida, o Chelsea precisava fazer gols logo, e José Mourinho optou por colocar David Luiz como volante, e assim liberar Lampard para atacar com Hazard, Oscar e Willian. Do outro lado, o PSG, sem Ibrahimovic, teve Cavani como referência, tendo Lucas e Lavezzi pelos lados, e três volantes para tentar ganhar no meio.

O Chelsea começou atacante, teve boas chances, como na linda jogada de Oscar, que deixou Jallet e Alex no chão em apenas um toque, e depois Eto'o desperdiçou. Parecia que ia ficar difícil para os ingleses logo aos 16 minutos, quando Hazard, destaque da temporada, saiu lesionado. Veio Schürrle.

Se alguns torceram o nariz, não por causa do alemão, mas pela saída do belga, rapidamente sorriram. O time sofreu o golpe, mas aos poucos se recuperou. Lampard quase marcou em cobrança de falta, e depois saiu o gol de Schürrle, após escanteio e desvio de David Luiz. Pouco depois, Cahill teve a chance de ampliar, mas chutou para fora.

David Luiz e Lucas foram titulares (Foto: Adrian Dennis/ AFP)

SEGUNDO TEMPO
Na volta do intervalo, o Chelsea entrou para definir e foi para o ataque. Antes dos 10 minutos, já tinha colocado duas bolas na trave. Uma em boa finalização de Schürrle, e depois em cobrança de falta de Oscar.

Blanc sentiu que estava perdendo o meio-campo e colocou Cabaye no lugar de Verratti, abrindo mão de ter três volantes. Rapidamente o time atacou e teve boas chances, principalmente na falta cobrada por Lavezzi.

Na sequência, o Chelsea foi para o tudo ou nada. Mourinho tirou Lampard e lançou Demba Ba. E o jogo ficou corrido. Com boas chances para os dois lados. Até que Mourinho abriu mão de defender, e tirou Oscar para colocar Torres. Neste momento, os Blues tinham três homens de área em campo, além de Willian e Schürrle. E Blanc respondeu colocando Marquinhos, zagueiro, no lugar do atacante Lucas.

E o português foi premiado. Eto'o tentou chute da entrada da área, bateu em todo mundo na frente e acabou sobrando para Demba Ba lá perto do gol. Maxwell não venceu a marcação e o centroavante botou para dentro. Festa dos ingleses e do técnico José Mourinho, que correu muito para comemorar e passar instruções aos seus jogadores. No final da partida, o goleiro Cech ainda salvou o Chelsea após chute de Marquinhos no canto.

Cavani não brilhou pelo PSG (Foto: Adrian Dennis/ AFP)

FICHA TÉCNICA
CHELSEA 2X0 PARIS SAINT-GERMAIN

Local: Stamford Bridge, em Londres (ING)
Data-hora: 08/04/2014, às 15h45 (de Brasília)
Árbitro: Pedro Proença (POR)
Auxiliares: Bertino Miranda (POR) e Tiago Trigo (POR)

Gols: Schürrle (31'/1ºT), Demba Ba (41'/2ºT)

Cartões amarelos: Willian (CHE), Verratti (PSG), Cavani (PSG), Lampard (CHE), Lucas (PSG), Ivanovic (CHE), Maxwell (PSG), David Luiz (CHE)
Cartões vermelhos:

CHELSEA: Cech, Ivanovic, Cahill, Terry e Azpilicueta; David Luiz e Lampard (Demba Ba, 21'/2ºT); Willian, Oscar (Torres, 36'/2ºT) e Hazard (Schürrle, 16'/1ºT); Eto'o. Técnico: José Mourinho
PARIS SAINT-GERMAIN: Sirigu, Jallet, Alex, Thiago Silva e Maxwell; Thiago Motta, Verratti (Cabaye, 9'/2ºT) e Matuidi; Lavezzi (Pastore, 27'/2ºT), Lucas e Cavani. Técnico: Laurent Blanc