icons.title signature.placeholder Rodrigo Vessoni
31/03/2014
10:02

A busca por um atacante é vista pelos dirigentes do Corinthians como uma necessidade maior do que Elias ou qualquer outra posição. Dois argentinos foram analisados pelo clube nas últimas semanas, mas a falta de dinheiro e o tempo escasso até o fechamento da janela de transferência internacional foram obstáculos intransponíveis.

Tratam-se de Lucas Pratto, de 25 anos, e Mauro Zarate, de 27 anos, que formam a dupla de ataque do Vélez Sársfield (ARG), dono de boa campanha na Copa Libertadores.

Além dos dois obstáculos mencionados acima, Mano Menezes revelou durante semana um terceiro problema enfrentado pelo clube.

– Em determinados momentos, realmente é pouco mais acessível a chance de trazer estes jogadores. É só ver a economia de cada país. Mas os grandes clubes da América do Sul fogem à realidade econômica do país, porque tem “know-how” de negociação com a Europa, sabe o valor dos atletas, sabe quais estão valorizados para negociação com futebol europeu – afirmou Mano.

Anúncio de algum deles nesta segunda-feira, último dia da janela de transferência, seria uma enorme surpresa. Algo surreal.