icons.title signature.placeholder Rodrigo Vessoni
15/11/2013
10:45

Na manhã desta sexta-feira, o presidente do Coritnhians, Mário Gobbi Filho, e o técnico Tite concederam entrevista coletiva e confirmaram o fim do ciclo do treinador no dia 31 de dezembro de 2013. De acordo com eles, a decisão foi tomada em comum acordo.

- Como foi no passado eu disse que assim que atingisse o número de pontos para evitar o rebaixamento falaríamos do tema renovação. Falamos no ano passado, deu certo. E repetimos a fórmula. Ontem (quinta), sentamos para conversar eu, Roberto, professor Duílio, e ambas as partes chegaram a uma conclusão de que não deveria renovar o contrato que vence no dia 31 de dezembro, que era uma decisão boa para ambas as partes. Dissemos ao Tite que as portas estão abertas, o Corinthians é a casa dele, somos eternos gratos a ele, reconhecemos o homem serio, o caráter, o ser humano que é, reconhecemos o profissional de gabarito, elevou o Corinthians a patamar onde jamais chegamos, foi bom para o Tite e para o Corinthians também. Nada é eterno, tudo tem início, meio e fim. Achamos que o momento, para nós, era de dar um tempo no trabalho - afirmou Gobbi.

O mandatário em vários momentos disse que ter sido muito difícil a decisão e que foi 'contra o coração'. Além de afirmar que um dia Tite voltará a dirigir o clube, declarou que não definiu a contratação de novo técnico. Porém, embora o dirigente não tenha querido confirmar, Mano Menezes já tem acerto com o clube e até salário combinado.

- Só um técnico experiente e com currículo testado e preparado suporta ser técnico do corinthians. Ser técnico do corinthians é muito difícil. precisa ser um homem de borracha para suportar toda pressão - sublinhou Gobbi. 

Tite declarou várias vezes que pretende deixar o clube com uma vaga na Copa Libertadores, embora as chances de o time conquistar a vaga sejam reduzidíssimas. 

- Eu quero trabalhar em busca da Libertadores. Não porque sou bonzinho ou por marqueting, mas porque é bom para o clube, torcida e para mim - dsse Tite, que ainda brincou com a consequência que haverá se a vaga for arrematada: 

- Vai que nós nos classificamos para a Libertadores e eu me grudo naquele mastro e ninguém me arranca daqui. 

O Corinthians ainda fará quatro partidas sob o comando de Tite, justamente as que faltam para o clube completar sua participação no Campeonato Brasileirão, no qual ocupa a décima colocação.