icons.title signature.placeholder Felipe Bolguese
05/12/2013
07:30

O Corinthians decidiu que Romarinho será o jogador para “fazer caixa” no fim desta temporada. Em maio, o clube recusou propostas de Bayer Leverkusen (ALE) e Shakhtar Donetsk (UCR). Agora, porém, a diretoria alvinegra espera ofertas para vender o jogador.

Esse foi um dos assuntos discutidos em reunião da cúpula alvinegra nos últimos dias. O jogador, que não teve bom desempenho no segundo semestre deste ano, vem sendo cobrado pela torcida e xingado de “cachaceiro” e “baladeiro”.

Contratado do Bragantino em maio do ano passado, ele virou xodó da torcida por logo virar algoz do arquirrival Palmeiras, com diversos gols, e ainda por ter marcado no empate por 1 a 1 com o Boca Juniors (ARG), na Bombonera, na primeira decisão da Libertadores de 2012.

Agora, a diretoria acredita que, dos atletas que têm recebido sondagens, entre Edenilson, Ralf, Renato Augusto e Pato, Romarinho é o mais fácil de encontrar uma reposição.

De acordo com uma pessoa próxima a Romarinho, sua intenção era de ter se transferido no meio do ano, quando as propostas da Europa surgiram. Na época, porém, foi o presidente Mário Gobbi Filho que brecou a vontade, dizendo que ele sairia somente se “um besouro aparecesse fumando maconha em seu olho”.

Logo após as propostas, o Corinthians deu um aumento salarial ao jogador, que tinha os vencimentos defasados por ter chegado de um clube pequeno. Depois da valorização, ele teve poucos momentos brilhantes em campo e ainda deu trabalho fora. Recentemente, o técnico Tite revelou ter chamado Romarinho “no breu” para falar de noitadas.

O Shakhtar, interessado no início do ano, contratou depois o meia Bernard, ex-Atlético-MG. Nos últimos jogos do Timão, porém, alguns olheiros do clube estavam presentes.

Neste fim de ano, Gobbi já recusou uma proposta de 8 milhões de euros (R$ 25 milhões) do Arsenal (ING) por Alexandre Pato. Se fosse Romarinho, a resposta seria diferente...

Propostas em maio

Bayer Leverkusen
Clube alemão, que vendeu Renato Augusto ao Timão, ofereceu 12 milhões de euros (cerca de R$ 31 milhões na época)

Shakhtar Donetsk
Clube da Ucrânia foi o primeiro interessado, mas não empolgou muito o jogador. Sem ele, Bernard, do Atlético-MG, foi o alvo.

Balada no passado: ‘Eu parei’, garantiu

Em entrevista ao L!Net no dia 19 de novembro, Romarinho admitiu que ”todo mundo saía” na fase boa, de títulos, mas que ultimamente havia parado com as noitadas, após bronca de Tite.