icons.title signature.placeholder Bruno Andrade, Bruno Uliana e Marcio Porto
23/06/2014
16:08

O técnico holandês Louis Van Gaal vive uma guerra contra a imprensa, principalmente de seu país. Ele tem recebido críticas sobre uma possível retranca exagerada, indo contra ao estilo ofensivo consagrado por sua seleção. Nesta segunda-feira, após a vitória da Holanda por 2 a 0 sobre o Chile, pelo Grupo B da Copa, o comandante acendeu outro confronto com os jornalistas ao mostrar desconforto para responder sobre o assunto.

Contrariado com a linha de pensamento do repórter, que perguntou o porquê de o técnico ter aberto mão de um sistema mais ofensivo, Van Gaal emendou:

- Você (repórter) poderia definir o que é um futebol de ataque? poderia me responder, estou fazendo uma pergunta. Você fez uma pergunta inteligente (com ironia). Pode falar?

Constrangido, o jornalista tentou explicar o questionamento. A surpresa do treinador para a partida foi a escalação do atacante Kuyt como um lateral esquerdo e uma linha de cinco mais atrás.

- Não estou criticando, estou dizendo o que vi. O Kuyt, que é atacante, jogou na lateral esquerda - disse o repórter.

De volta ao microfone, Van Gaal respondeu citando a força do Chile pelas laterais e que os jogadores do rival executaram função parecida ao dos seus comandados.

- Se vocês (jornalistas) podem me fazer perguntas, posso fazer a vocês. Não viram que Isla e Mena fizeram também isso? Não viram? Apoiaram e voltaram - declarou Van Gaal, cuja seleção enfrentará o segundo colocado do Grupo A, que pode ser Brasil, Croácia ou México, nas oitavas de final.

Na sequência, outro repórter tentou abordar o mesmo assunto, e disse que a Holanda atual jogava diferente de outros times do treinador. A resposta foi:

- A questão é que nós temos de permitir que a seleção jogue com a qualidade de seus jogadores. Se eu tivesse jogado no 4-4-3 o Robben tinha de correr atrás do Mena, o Lens atrás do Isla, e eles não conseguem jogar assim 90 minutos. Eu não poderia jogar assim. Mena iria conseguir fazer os passes, Sanchez iria conseguir cabecear e fazer passes e eu quero vencer e ganhar com um sistema - afirmou Van Gaal.

- Assim, Robben não vai precisar correr, o Lens também, o Van Persie. Isso é futebol. Você precisa desenvolver uma estratégia para ganhar e isso é uma questão. Estamos sempre criando oportunidades, e isso é excelente pro técnico perceber que os resultados estão vindo. E se não fosse, vocês estariam cortando minha cabeça - completou.

Por fim, Van Gaal foi perguntado sobre como se sentia com a liderança do grupo garantida vencendo os três jogos e respondeu com seu peculiar.

- Se você olhar meu currículo, verá que ganho muitos jogos. Então, não é novidade - declarou.

Entre os principais títulos do futuro treinador do Manchester United (ING) estão a Liga dos Campeões da Europa pelo Ajax (HOL), dois da Liga Espanhola pelo Barcelona (ESP) e um Alemão, pelo Bayern de Munique (ALE).