icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/02/2015
11:13

Na vitória do São Paulo por 4 a 0 sobre o Danubio, Rogério Ceni completou 84 jogos na história da Libertadores e superou a marca do colombiano Álex Escobar, que jogou 83 vezes, por América de Cali e LDU. Agora, o brasileiro está a um jogo de igualar a marca de Juan Battaglia.

Caso o São Paulo chegue à semifinal e o goleiro participe de todas as partidas, ele se tornará o 2º com mais presenças na história, atrás apenas do goleiro uruguaio naturalizado paraguaio Ever Hugo Almeida, que fez 113 jogos pelo Olimpia.

EVER HUGO ALMEIDA

O goleiro uruguaio, naturalizado paraguaio, fez 113 jogos pelo Olimpia, do Paraguai

ANTHONY DE ÁVILA

O pequenino atacante colombiano (à direita), de 1,57m, fez 94 partidas por América de Cali (Colômbia) e Barcelona (Equador).

VLADIMIR SORIA
Ex-zagueiro boliviano fez todas as 93 partidas no torneio pelo Bolívar.

WILLINGTON ORTIZ
Atacante colombiano disputou 92 jogos na competição por Millonarios, América de Cali e Deportivo Cali.

PEDRO ROCHA

O atacante uruguaio venceu três vezes o torneio e fez 88 partidas por Peñarol, São Paulo e Palmeiras.

CARLOS BORJA
O meia boliviano fez 87 jogos, todos pelo Bolívar.

ALBERTO SPENCER

O equatoriano é o maior artilheiro da história do torneio com 54 gols e foi campeão por três vezes, todas pelo Peñarol. Jogou ainda pelo Barcelona e fez 87 partidas no total. Spencer é o segundo agachado, a partir da esquerda.

JUAN BATTAGLIA
O meia paraguaio fez 85 partidas por Cerro Porteño e América de Cali. Foi três vezes vice-campeão pelo time colombiano.

ROGÉRIO CENI

O brasileiro com mais partidas na história do torneio chegou aos 84 jogos, todos pelo São Paulo. Foi campeão em 2005.

ALEX ESCOBAR
Meia colombiano fez 83 jogos por América de Cali (Colômbia) e LDU (Equador).