icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/12/2013
13:07

Acusações para todo o lado. Assim amanhaceu o basquete paulista após o primeiro jogo da série melhor de cinco da final do Cameponato Paulista, onde o Bauru venceu o Paulistano, no ginásio Panela de Pressão. O time do Paulistano divulgou uma nota oficial repudiando a atitude do pivô Lucas Tischer, atleta do Bauru que teria agredido o armador Kenny Dawkins, do time rival, após o duelo. O Bauru, por sua vez, negou o caso e acusou a equipe rival de não possuir fundamento na denúncia.

A nota do Paulistano explica que Tischer, de 2,08m, deu um empurrão em Dawkins, de 1,80m, seguido por um tapa no rosto, em confusão no túnel de acesso entre a quadra e o vestiário.

O Bauru respondeu também com uma nota oficial, explicando que os atletas iniciaram uma discussão que foi logo apartada por membros da comissão técnica e diretoria da equipe bauruense, mas negando qualquer agressão. Enquanto novos esclarecimentos não são prestados, o dito pelo não dito permanece.

Confira as duas notas oficiais

Nota do Paulistano:
O Club Athletico Paulistano lamenta a agressão sofrida pelo atleta Kenny Dawkins ao final do Jogo 1 do playoff final do Campeonato Paulista 2013, no túnel de acesso entre a quadra e o vestiário do Ginásio 'Panela de Pressão', em Bauru.

O atleta Lucas Tischer, do Bauru Basketball Team, agrediu Dawkins com um empurrão por trás e um tapa no rosto quando o jogador do Paulistano se dirigia ao vestiário ao fim da partida. O jogador de Bauru correu em direção ao jogador e depois da agressão ainda o pressionou contra a parede, ameaçando um soco no rosto. Ele só foi parado quando o roupeiro do Paulistano, Djalma Silva, interveio entrando entre ambos, sendo também agredido de raspão na cabeça no processo.

O Club Athletico Paulistano continua com seu propósito de jogo limpo, na bola e decidido dentro da quadra, pelos atletas, que são os verdadeiros donos do espetáculo. Lamentamos e repudiamos veementemente atitudes anti-desportivas como a do atleta Lucas Tischer.

Torcemos e pregamos que a sequência do Campeonato Paulista seja de mais espírito esportivo.

Resposta do Bauru:
O Paschoalotto/Bauru Basket declara que em nenhum momento o atleta da equipe bauruense, Lucas Daniel Tischer, agrediu o jogador do Paulistano, Kenny Dawkins. No túnel de acesso aos vestiários, Lucas e Kenny iniciaram uma discussão que foi logo apartada por membros da comissão técnica e diretoria da equipe bauruense.

O que lamentamos profundamente foi a atitude antidesportiva do atleta Kenny Dawkins que a todo o momento provocou a torcida bauruense, inclusive disparando uma cusparada em direção às arquibancadas. Outros atletas como César e Mineiro insultaram a torcida bauruense, provocando ainda mais e estimulando a violência.

Ressaltamos que o Paschoalotto/Bauru preza pelo jogo limpo e acredita que o basquete se faz dentro de quadra e não com acusações sem fundamentos.