icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/04/2014
14:12

Campeão em 2007 numa decisão bastante sofrida contra o Figueirense, a história do Fluminense na Copa do Brasil é bastante diversificada. Até hoje os tricolores reclamam de um pênalti marcado na final de 1992 para o Internacional. Houve também grandes derrotas, como a da final de 2005 para o Paulista e alguns outros momentos que embora não tenham sido decisivos, são memoráveis. Nesta noite, às 19h30, no Maracanã, o Flu entra em campo para enfrentar o Horizonte e tentar superar um placar inferior de 3 a 1 no jogo de ida. Como prévia do duelo, o LANCE!Net preparou uma linha do tempo em imagens com os grandes momentos do clube na Copa Nacional. Confira abaixo:

1992 - Amarga derrota

Zagueiro Célio Silva cobra pênalti polêmico que define título do Inter na Copa do Brasil de 1992 (Foto: Divulgação)


Logo no quarto ano de disputa da Copa do Brasil, o Fluminense chegou à final para enfrentar o Internacional. O primeiro jogo da decisão ocorreu nas Laranjeiras, uma vez que o Maracanã estava em obras. O jogo terminou em 2 a 1 para o Flu que foi ao Beira Rio com a vantagem. Na grande decisão no Rio Grande do Sul o árbitro José Aparecido de Oliveira foi o grande personagem ao anotar uma penalidade duvidosa aos 42 minutos da segunda etapa. Célio Silva marcou o gol colorado que venceu por 1 a 0 e ficou com a taça.

Na raça contra o Vasco

Agnaldo foi destaque do time do Flu contra o Vasco pela Copa do Brasil (Foto: Ricardo Ayres/ LANCE!Press)

O Fluminense venceu a Série C em 1999 e começava a se reerguer no cenário nacional. No dia 31 de maio de 2000, o Tricolor ia a São Januário enfrentar o favorito Vasco. O confronto foi marcado por provocações, principalmente por parte do cartola Eurico Miranda, que disse que vencer um time de Terceira Divisão seria obrigação e por isso não pagaria o prêmio do jogo em caso de classificação. Depois de um empate em 1 a 1 no Maracanã, o Flu empatou em 2 a 2 em São Januário e classificou-se pelo critério dos gols fora de casa. Roger foi o grande destaque do jogo e o atacante Agnaldo marcou os dois gols do Tricolor.

Inspiração pode vir de 2001

Jogadores do Fluminense comemoram classificação sofrida contra o Juventude-MT (Foto: Reprodução)


Era apenas a segunda fase da Copa do Brasil de 2001, mas o Fluminense estava com a corda no pescoço. O time carioca recebeu o Juventude-MT no Maracanã após levar uma goleada de 4 a 1 no jogo de ida. A partida foi um verdadeiro sufoco. Pelo critério do gol fora de casa, 3 a 0 era o placar para a sonhada classificação. Ramon, meia que fez uma bela partida, abriu o placar aos 29 minutos do primeiro tempo. No entanto, o Flu chegava com perigo, mas não conseguia ampliar. O próprio Ramon acertou três faltas na trave. Apenas aos 39 do segundo tempo o atacante Agnaldo recebeu passe de Ramon e fez o segundo. Aos 47', nos acréscimos, Agnaldo recebeu dentro da área e com o bico da chuteira desequilibrado conseguiu dar passe para Magno Alves marcar o gol da classificação.

Derrota sofrida em 2005

Torcida do Flu lotou Sâo Januário na decisão da Copa do Brasil de 2005 (Foto: Divulgação/Fluminense F.C.)

Após fazer bela campanha, o Fluminense chegou como favorito na decisão da Copa do Brasil de 2005. Na ocasião, iria enfrentar o Paulista, equipe que era a sensação da competição. No primeiro jogo em São Paulo, o Paulista conseguiu fazer 2 a 0. Na partida de volta, em São Januário, o time de Abel Braga enfrentou um adversário muito bem postado defensivamente e desfalcado de Arouca e Diego Souza, que estavam na Seleção Brasileira da base, ficou no 0 a 0 tendo que se consolar com o vice-campeonato.

É campeão!

Em 2007. Flu enfim conquista a Copa do Brasil superando o Figueira (Foto: Ricardo Cassiano/Foto:LANCEPRESS)


O título da Copa do Brasil do Tricolor veio ocorrer em 2007. O time cresceu após eliminar o Atlético-PR, fez uma boa semifinal contra o Brasiliense e após empatar por 1 a 1 no Maracanã com o Figueirense no primeiro jogo da final, venceu por 1 a 0 em Santa Catarina com gol de Roger no início do jogo após bela jogada do atacante Adriano Magrão. Depois de sair em vantagem, coube ao Flu se defender o jogo inteiro para poder soltar o grito depois do apito final.

Cristovão tem confiança total no elenco do Fluminense