icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
26/12/2013
19:14


Confirmados como reforços do Internacional nesta quinta-feira, Wellington Paulista e Dida foram apresentados pelo Colorado no fim desta tarde, no CT Parque do Gigante. Ambos chegam ao clube gaúcho cientes da cobrança que os espera. O centroavante pode ter a responsabilidade de substituir Leandro Damião como a referência ofensiva do time, enquanto o goleiro, aos 40 anos, chega ao Inter após ter defendido o rival Grêmio neste ano. No último dia 8, por exemplo, ele estava em campo pelo agora ex-clube.

O primeiro a ser apresentado foi Wellington Paulista, de 29 anos, que marcou 11 gols pelo Criciúma no último Campeonato Brasileiro. Ele quer manter o bom desempenho visto no Tigre e esquecer a passagem pelo West Ham.

– Sempre fiz gols e espero fazer isso no Inter para dar alegria aos colorados. Serei o que sempre ajudou as equipes que passou, esquecendo os momentos ruins na Inglaterra – destacou o jogador, que fez questão de não se "comprometer" com os colorados. Ele prometeu dedicação. Os gols serão consequência.

– Não prometo gols. Até o final do meu contrato, nunca vou prometer (gols), mas empenho e dedicação. Os gols saem naturalmente.

Wellington Paulista ainda foi perguntado sobre a possibilidade de substituir Leandro Damião, artilheiro do Internacional nas temporadas de 2011 e 2012. Ele espera buscar um espaço na história colorada, pois o lugar de Damião está garantido.

– Não quero que o torcedor esqueça do Damião, jogador de Seleção Brasileira, um baita centroavante. Tenho o maior respeito por ele. Venho buscar o meu espaço, entrar na história do Inter, assim como ele entrou. Quero deixar o meu nome gravado na história do Internacional.

DIDA SEM MEDO DE REJEIÇÃO

Homem de poucas palavras e que transborda tranquilidade em seu semblante, Dida foi apresentado na sequência e, de imediato, garantiu: não teme rejeição dos colorados por conta do seu mais do que recente passado gremista. O seu desafio será conquistar a nova torcida.

– Não temo uma rejeição de maneira alguma. Sempre fui profissional nos clubes me que passe e aqui não vai ser diferente. Tenho que fazer o que sempre fiz, que é trabalhar, me esforçar e me dedicar no dia a dia. sempre foi assim. Vou trabalhar para conquistar os novos torcedores – destacou o goleiro, que exaltou o fato de ter alcançado os 40 anos atuando em bom nível:

– A parte física, que eu sempre cuidei, nunca foi problema. Sou uma pessoa dedicada. Nunca tive um problema sério de lesão. Espero contribuir bastante nesses dois anos.

Dida, assim como Wellington Paulista, terá contrato de dois anos com o Internacional. E o goleiro explicou o que foi decisivo para aceitar a proposta do Colorado. A confiança demonstrada na sua capacidade e a vontade da família pesaram.

– Não existiu nenhum tipo de contato com o Cruzeiro e não exige nada. Estava para finalizar o meu contrato com o Grêmio e meu objetivo era ir para uma equipe e permanecer por um período maior. Os clubes que me procuraram já sabiam dessa condição. O Internacional veio e fez essa proposta, confiou em mim. E o fato de permanecer na cidade pesou. Tenho família, filhos que estudam aqui. Eles adoraram a cidade. Também gostei. Mudar (de cidade) seria prejudicial para os meus filhos.

A tendência é que o Internacional confirme nos próximos dias mais duas contratações: os zagueiros Ernando e Paulão, que defendiam Goiás e Cruzeiro, respectivamente. O segundo pertence ao Guangzhou Evergrande, da China, enquanto Ernando assinou um pré-contrato com o Inter ainda em junho.