icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/11/2013
14:44

Campeão da primeira edição do TUF Brasil, Cezar Mutante tem a oportuinade de provar neste sábado que é o verdadeiro vencedor daquela temporada do reality show. Isso porque o brasileiro enfrenta Daniel Sarafian na luta co-principal do UFC Fight Night Combate: Belfort x Henderson, que acontece em Goiânia. Os dois lutadores realizariam a final do primeiro TUF Brasil, mas o confronto teve de ser cancelado na época, pois Sarafian havia sofrido uma lesão no bíceps direito.

Agora, um pouco mais de um ano depois, os atletas finalmente poderão se enfrentar no octógono. Mas, quem acha que Mutante acredita que ainda precisa provar algo, está enganado. Embora considere o duelo com Sarafian como uma luta que "o Brasil inteiro quer ver", o lutador acredita que o reality show já ficou para trás.

- Para mim não há este sentimento de algo inacabado! Acho que adversário é adversário, não importa quem seja. Mas essa é uma luta que o Brasil inteiro quer ver, ficamos devendo isso para os nossos fãs - comentou Mutante, em entrevista ao site oficial do UFC.

Mutante e Sarafian se enfrentam na luta co-principal do UFC Goiânia (FOTO: Alexandre Loureiro/UFC)

Com duas vitórias em duas lutas pelo Ultimate, o brasileiro está cada vez mais perto de consolidar-se na categoria peso-médio. De acordo com o atleta, seu objetivo no momento é colocar-se entre os 10 melhores lutadores da divisão.

- Cada vitória, é um passo à frente que você dá. Meu foco é estar entre os 10 da categoria e é isso o que eu vou fazer, não importa quantas lutas tiver que vencer. Esse é meu foco e ninguém me para - declarou o lutador, que ainda revelou como foi sua preparação para o confronto com Sarafian.

- Esse foi o melhor camp da minha vida! Nunca treinei tanto assim. O treinamento foi na Blackzilians, com excelentes parceiros, entre eles Rashad Evans (ex-campeão meio-pesado), Vitor Belfort, Antony, Gilbert Durinho... Só tinha casca grossa. Treinei muito duro para esta luta e estou feliz de pisar no octógono novamente. Vai ser uma guerra, mas estou muito confiante que vou vencê-lo - concluiu o atleta.