icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/04/2014
18:31

A experiência de Lucão pode ser uma das armas mais importantes do Sesi na segunda partida da semifinal da Superliga Masculina. Afinal, o central da Seleção Brasileira tenta garantir presença em sua quinta decisão do torneio nacional. Para isso, a equipe da capital paulista terá que despachar o Vôlei Brasil Kirin neste sábado, às 9h30 (de Brasília), no Ginásio Taquaral, em Campinas, com transmissão da TV Globo. O Sesi abriu vantagem na série ao vencer o primeiro confronto por 3 a 1.

O jogador tem no currículo três títulos da Superliga: dois pela Cimed, de Florianópolis, nas edições 2007/2008 e 2008/2009, e um pelo RJX, na temporada 2012/2013. Em outras duas ocasiões, ele ficou com o vice-campeonato.

– A primeira partida, em São Paulo, foi duríssima. Eles têm uma equipe bem montada, coesa, que exigiu muito do nosso time. Isso só valorizou nossa vitória. Mas mesmo com todos os problemas e atuando fora de casa, temos boas chances de conquistar esta classificação – afirmou Lucão.

A vaga na final representaria uma grande conquista para o Sesi. Nesta temporada, o time conviveu com lesões e com a falta de ritmo de alguns jogadores, como o ponteiro Murilo. Nas quartas de final, o oposto Evandro sofreu uma fratura no dedo mínimo da mão direita e teve de se despedir da Superliga antes da hora. Por todos esses motivos, Lucão garante que o elenco se fortaleceu.

– Foram alguns obstáculos que tivemos que superar durante o ano. Um por um, fomos ultrapassando esses problemas de lesão e isso acabou unindo o time. Todos temos confiança no companheiro, o que é fundamental para uma equipe que persegue o título. Estamos cada vez mais focados no nosso objetivo – afirmou.

Se o time campineiro vencer e igualar a série melhor de três, uma terceira partida acontecerá em São Paulo, na próxima segunda-feira, para decidir o finalista. O Sada Cruzeiro já está classificado à decisão.