icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/11/2014
10:08

A sequência de vitórias do Fluminense na reta final do Campeonato Brasileiro logo remete o torcedor à memória do ano de 2009. Na ocasião, o time emplacou uma série praticamente perfeita e escapou de um rebaixamento que era certo para muitos críticos. No entanto, o meia Darío Conca, que esteve presente naquele grupo, que ganhou o apelido de Time de Guerreiros, preferiu evitar a comparação. Para ele, o mais importante é pensar apenas no tempo presente sem necessariamente projetar o futuro.

– São situações completamente diferentes. Não temos que viver do passado, e sim do presente. Precisamos manter nosso foco. Quando pensamos no G4 das outras vezes nos demos mal, temos que trabalhar passo a passo para conquistar o que queremos – disse o meia ao site oficial do clube.

De todas as partidas do Tricolor neste Brasileiro, Conca esteve ausente apenas de uma, suspenso. A torcida espera que seja um diferencial.