icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/06/2014
18:53

O próximo dia 17 de junho promete ser de alta tensão para o mundo do MMA. Em especial para três astros do Ultimate. Uma audiência convocada pela Comissão Atlética do Estado de Nevada deve reunir Vitor Belfort, Chael Sonnen e Wanderlei Silva, todos personagens envolvidos nos últimos capítulos da polêmica realização de exames antidoping surpresa, no qual todos foram flagrados, à exceção de Wand, que se recusou a fazê-lo. O site "MMA Junkie" noticiou que após Vitor e Chael confirmarem presença, Wanderlei também foi chamado a comparecer na audiência que pode resultar na liberação ou até em suspensões para os atletas.

Ainda segundo a reportagem, Francisco Aguilar, chairman da comissão, não recebeu a confirmação de que o brasileiro comparecerá e nem soube esclarecer quais as punições o mesmo pode receber. A convocação a Wanderlei Silva se dá pelo fato de o brasileiro ter descumprido protocolos junto a comissão, em maio. Segundo o rival Sonnen, o brasileiro teria literalmente fugido de um membro da comissão pelos fundos de sua academia para não fazer o exame. Dias depois, Wand publicou um vídeo dando sua versão sobre toda a situação. O fato é que o mesmo terá de prestar esclarecimentos depois da atitude.  

Belfort foi o primeiro convocado. Depois que aceitou o desafio de substituir Wand no confronto contra Sonnen, pelo UFC 175, dia 5 de julho, em Las Vegas, o brasileiro se viu obrigado a comparecer a audiência junto a comissão para ser julgado. Isso por que o mesmo fez um exame antidoping surpresa no início de fevereiro - na época enfrentaria Chris Weidman pelo cinturão, em maio - e para ser liberado a lutar no estado o mesmo teria de revelar os resultados dos exames feitos e ter sua situação avaliada. Para não ter fazer isso somente na data marcada, o carioca usou suas redes sociais para tornar público que estava com taxas elevadas de testosterona, o que caracteriza o doping. Caso o mesmo seja liberado, ainda poderá se apresentar no UFC 175 se ainda tiver interesse de lutar contra algum lutador. Porém, o mesmo ainda não deixou claro se manterá o pedido pela licença, uma vez que Sonnen está fora do confronto.

Sonnen, flagrado no antidoping recentemente, declarou que vai estar presente na audiência de 17 de junho para recorrer da decisão que caracterizou seu doping pelo uso de duas substâncias ilegais. O americano espera reverter sua situação comprovando que ingeriu tais substâncias por necessidades físicas. O mesmo alega ter problemas de fertilidade e disse que precisa das substâncias para a fase de transição do corpo com o TRT (Terapia de Reposição Hormonal) para sem TRT.

As decisões envolvendo todos os três lutadores irá influenciar na decisão do Ultimate a respeito da baixa que a luta entre Vitor Belfort e Chael Sonnen deixou no UFC 175 até o momento.