icons.title signature.placeholder Alexandre Braz
07/04/2014
22:23

A delegação do Botafogo desembarcou em Buenos Aires, na noite desta segunda-feira, para o jogo de quarta, às 22h, contra o San Lorenzo (ARG), que decide vaga nas oitavas de final da Copa Libertadores, com muita tranquilidade. Nenhum torcedor alvinegro aguardava os jogadores. Tampouco a imprensa argentina compareceu local para acompanhar a chegada do time.

Fato curioso da viagem ficou por conta do aumento do número de seguranças na delegação. Normalmente, este trabalho é realizado por dois profissionais. O meia Jorge Wagner, que enfrenta problemas pessoais e por isso chegou a ser dúvida para viagem, apareceu com o restante do grupo e joga. O volante Bolatti ficou no Rio de Janeiro tratando de um problema no joelho esquerdo. Existe a expectativa de que ele viaje para Buenos Aires na terça, e que ainda seja relacionado para a partida.

MAIS BOTAFOGO:
> Sheik faz exigência para definir negociação com o Fogão

No hotel onde estão hospedados, alguns torcedores botafoguenses que viajaram mais cedo, foram recepcionar o time. O zagueiro Dória falou rapidamente com os poucos repórteres brasileiros que foram ao desembarque e afirmou que, apesar das dificuldades que serão encontradas, o Botafogo está muito preparado para este confronto.

- Essa semana de treinos foi muito boa, sabemos das dificuldades, mas vamos em busca da vitória. Não temos outra opção, Temos que vencer ou então estaremos fora - disse o zagueiro, que foi abordado por um brasileiro palmeirense, mas que falava espanhol.

Com sete pontos, o Botafogo é o vice-líder do Grupo 2 da Copa Libertadores. Para se classificar dependendo apenas de si, o time tem que vencer o time argentino. Em caso de empate, dependerá do resultado de Unión Espanñola e Independiente del Valle (EQU), que se enfretam em Santiago. Se perder, estará eliminado.